De ações nacionais em ações nacionais: os 15 mais rentáveis de março


No passado mês de março os resultados dos fundos mais rentáveis ficaram ligeiramente abaixo daqueles que foram obtidos no mês de fevereiro. Ainda assim, na lista de fundos portugueses com melhores resultados no mês podem encontrar-se tendências semelhantes a fevereiro. A bolsa nacional continua a ser “estrela” e a impulsionar os resultados dos fundos que têm como universo de investimento o mercado nacional. Igualmente, os  fundos PPA também continuam ‘atrelados’ à boa performance do PSI 20. Recorde-se que no primeiro trimestre de 2015 o índice português cresceu quase 25%, enquanto que em março avançou 4,9% para os 5.968,53 pontos.

A partir dos dados disponibilizados pela Morningstar Direct conclui-se que em março o fundo com melhor performance foi o Millennium Acções Portugal, gerido pela Millennium Gestão de Activos, com um retorno de 7,35%. Ligeiramente abaixo apresenta-se o Barclays FPA, com ganhos de 6,92% no terceiro mês do ano. O fundo gerido pela Barclays Wealth Managers Portugal é portanto outro dos produtos que beneficiou da performance do índice nacional, já que este fundo, segundo o site da Morningstar, “tem como finalidade a realização de aplicações em ações portuguesas”, tendo “normalmente investido em 90% do seu valor líquido global em ações cotadas na Bolsa de Valores de Lisboa”.

O ranking segue na mesma “linha” de investimento. O terceiro lugar é ocupado pelo Banif Acções Portugal, da Banif Gestão de Activos, que em março entregou um retorno muito próximo de 6% (5,91%). O quarto lugar fica reservado para um fundo da Santander Asset Management. O Santander PPA, líder de retornos em fevereiro, no mês seguinte alcançou os 5,71% de ganhos e conseguiu ficar à frente de outros ‘peers’ PPA como é o caso do fundo que se segue. O BPI Poupança Acções, da BPI Gestão de Activos, alcança portanto o quinto lugar da lista com uma performance de 5,68%.

A meio do Top 15: Portugal... mas não só

Nos quatro restantes produtos cujos retornos em março ficaram na casa dos 5%, podemos encontrar novas referências à bolsa portuguesa, mas também universos de investimento bem distintos. Exemplo disso é o Montepio Euro Financial Services, da Montepio Gestão de Activos, com 5,50% de resultados em março. No posto seguinte do ranking figura o NB Poupança Ações, da GNB Gestão de Ativos, que no mês em análise alcança 5,42% de rentabilidade. Assinale-se que este fundo gerido por José Valente é líder em performance nos últimos três anos. Dentro do ‘target’ superior a 5% de retorno, destaque ainda para dois produtos da Caixagest. Por um lado, o Caixagest PPA, que reforça o predomínio do investimento no mercado nacional, e que entrega no mês de março 5,35%; por outro, um fundo cujo universo de investimento se afasta – e muito – da bolsa nacional. O Caixagest Acções Japão obtém no terceiro mês do ano um retorno de 5,31%.

Confira em baixo os restantes produtos que fazem parte do top 15 de mais rentáveis em março. 

                     Os 15 fundos mais rentáveis em março

 

FundoGestoraRentabilidade em março (%)
Millennium Acções PortugalMillennium Gestão de Activos7,35
Barclays FPA Barclays Wealth Managers Portugal 6,92
Banif Acções PortugalBanif Gestão de Activos 5,91
Santander PPA Santander Asset Management 5,71
BPI Poupança Acções (PPA) BPI Gestão de Activos5,68
Montepio Euro Financial Services Montepio Gestão de Activos5,50
NB Poupança Ações PPAGNB Gestão de Ativos5,42
Caixagest PPA Caixagest5,35
Caixagest Acções Japão Caixagest 5,31
Millennium EurofinanceirasMillennium Gestão de Activos4,93
BBVA PPA Índice PSI 20 BBVA Gest4,69
Invest AR Médias Empresas Portugal Invest Gestão de Activos4,49
BPI PortugalBPI Gestão de Activos 4,34
NB Ações América OICVMGNB Gestão de Ativos4,28
Santander Acções Portugal Santander Asset Management 4,20
Fonte: Morningstar Direct, 31 de março.
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos