Tags: Negócio |

Crescimento acima de 9% nos ativos líquidos geridos pelos fundos UCITS nacionais


Janeiro, fevereiro e março deste ano foram meses que ficaram marcados por uma maior prosperidade no que diz respeito à indústria de fundos UCITS no mercado nacional. Os produtos harmonizados, segundo as últimas informações publicadas pela EFAMA, captaram no primeiro trimestre do ano 402 milhões de euros.

Valorização da libra empurrou ativos geridos no Reino Unido

Em termos de ativos líquidos sob gestão, o relatório da Associação Europeia de Gestão de Fundos de Investimento e Patrimónios relata que foram 25 os países que conseguiram um record de património gerido durante o período. No total, a indústria de fundos harmonizados na Europa alcançou 8.277 mil milhões de euros de ativos líquidos sob gestão. O destaque foi para o Reino Unido, que trimestralmente cresceu 22,5%, alcançando os 1.150 mil milhões de euros em ativos líquidos geridos. A explicação da EFAMA aponta que “a valorização da libra esterlina face ao euro, de 6.6%, teve um papel fundamental no grande crescimento do montante gerido no Reino Unido”.

Portugal quase nos 8 mil milhões de euros nos produtos UCITS

Portugal, contrariamente a outros trimestres mais “negros”, alcançou um aumento patrimonial de 9,3% no que diz respeito aos ativos geridos pelos fundos UCITS. Face aos 7.242 milhões de euros geridos no final de 2014, o avanço no primeiro trimestre de 2015 chegou muito próximo dos 8.000 milhões de euros, no caso 7.914 milhões.           

Em termos de crescimento trimestral, a indústria de fundos harmonizados nacional conseguiu ser mais resiliente do que a de países como a Áustria,  a Bulgária, a Suécia, ou a Eslováquia. 

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos