Como foi a distribuição de subscrições nas plataformas portuguesas em 2013?


O ano passado terminou com as ações a serem “rainhas” na preferência dos investidores, que mês após mês foram em busca de cada vez maior risco nos “supermercados” de fundos portugueses. Com a entrada em 2014, a Funds People foi perceber outras tendências também verificadas.

A cada vez maior presença de fundos sectoriais no ranking dos mais subscritos nas plataformas foi ganhando forma em 2013. No Banco Best, Rui Castro Pacheco, Head of Asset Management, destaca precisamente a temática da Biotecnologia, tendo sido o fundo Franklin Biotechnology Discovery N Acc $ o que esteve em maior destaque. Com presença no top 10 dos mais subscritos no Best durante os meses de julho, setembro, novembro e dezembro, este é um produto de ações, com um rating de 4 estrelas atribuído pela Morningstar 

O Head of Asset Management da plataforma destacou ainda outras temáticas chave em 2013. Com realce esteve por exemplo a distribuição de rendimentos, onde o fundo com maior sucesso comercial foi o Schroder ISF European Dividend Maximiser B Dis. Também classificado com 4 estrelas pela Morningstar, este é um fundo de Ações Europa, que tem nas suas maiores posições empresas de serviços de comunicação. Na temática das marcas de prestígio, o produto em destaque foi o Credit Suisse Equity Fund (Lux) Global Prestige B, classificado pela Morningstar como sendo de “Ações Sector Bens de Consumo”, e com 3 estrelas atribuídas pela empresa de análise. Rui Castro Pacheco fez ainda questão de realçar que “geograficamente, a Europa foi a região que mais se destacou” no ano passado.

No ActivoBank, os fundos sectoriais também tiveram expressão nos mais subscritos de 2013. Ficaram atrás das ações, que naturalmente sendo a categoria com mais sucesso registou cerca de metade da adesão, das obrigações e dos fundos mistos.

Assim sendo, com uma expressão de cerca de um em dez fundos nas subscrições da plataforma, os fundos sectoriais com maior destaque pertencem às áreas da Biotecnologia e da Saúde.

Precisamente nestas temáticas, Guilherme Cardosodo ActivoBank, destaca o fundo UBS(LUX) EF Biotech (USD) P Acc, que figurou no top 10 dos fundos estrangeiros mais subscritos da entidade nos meses de março, abril e setembro.  Pertencente à categoria Morningstar “Acções Sector Biotecnologia”, este produto arrecada 3 estrelas por parte da empresa de análise.  Destacado pela entidade é também o fundo Franklin Biotechnology Discovery N.,  já mencionado pelo Banco Best.

Do sector da saúde o destaque foi para o fundo BGF World HealthScience E2, pertencente à categoria “Ações Sector Saúde” da Morningstar, tendo na sua maior posição a Johnson & Johnson. Por fim, a entidade referencia ainda o JPM F Global Healthcare D, que com um rating de 5 estrelas da Morningstar, apresenta na sua maior posição a mesma empresa do fundo anterior.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos