Tags: Pensões |

Cinco anos, cinco fundos de pensões abertos


A Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – publicou os cinco fundos de pensões abertos nacionais que melhor performance registaram nos cinco anos anteriores ao final do mês passado. Os cinco fundos presentes na lista gerem uma património de quase 107 milhões de euros e estão sob responsabilidade de quatro sociedades gestoras.

A lista é liderada pelo Caixa Reforma Garantida 2022. Este produto é gerido pela CGD Pensões e nos últimos cinco anos consegue ter uma rendibilidade anualizada de 4,9%. O fundo apresentar um nível de risco 4, ou seja, a volatilidade situa-se entre os 5% e os 10% e gere um património de 14,7 milhões de euros. De acordo com a ficha do produto, presente no regulador, o benchmark central é de 10% para as ações e de 70% para as obrigações. Dentro deste último parâmetro, as obrigações preferidas são as de taxa variável.

Com ganhos de 4,4% nos últimos cinco anos, figura o Horizonte Acções. Este produto é gerido pela Ocidental Pensões – a única entidade com mais do que um produto entre os cinco mais rentáveis – e gere um património de 11,7 milhões de euros. Na carteira atual, as ações são os ativos com maior presença, representando quase 53% do total, sendo seguidos pelas obrigações com mais de 38,5%. Tanto as posições em imobiliário e hedge funds como em liquidez representam mais de 4% do investimento da carteira. Valdemar Duarte, diretor geral da Ocidental Pensões, afirmava à Funds People, na primeira revista de 2015 que “os fundos de pensões não se podem analisar apenas pelo seu rendimento”, já que “não são apenas gestão de investimentos e rendimento”.

Restantes produtos com rendibilidade muito próximas

Os restantes três produtos que fecham o top 5 dos fundos de pensões abertos nos últimos cinco anos, registam rendibilidades muito próximas entre eles, em torno dos 4,2%: o Protecção 2020 da BBVA Fundos, o Turismo Pensões da Ocidental pensões e ainda o BPI Acções da BPI Vida e Pensões.

O fundo que está sob responsabilidade da BBVA Fundos tinha uma património de 21 milhões de euros no final de setembro.Os últimos dados conhecidos sobre a carteira remontam ao final do mês de agosto, e nessa data a grande fatia da carteira ia para títulos de dívida soberana espanhola.

Já o fundo da Ocidental Pensões é o mais pequeno dos cinco mais rentáveis com um património inferior a 3 milhões de euros. No final do mês passado as obrigações representavam quase dois terços da carteira, com as ações a ficarem com uma fatia de um quarto. Já a liquidez representava pouco mais de 5% do investimento do fundo. De realçar ainda que o fundo não permite adesões individuais.

A fechar surge o fundo BPI Acções. É o maior entre os cinco com mais de 56,8 milhões de euros em património. Gerido pela BPI Vida e Pensões, o fundo tem quase metade da sua carteira aplicada em ações, seguido das obrigações de taxa fixa. Em conjunto, estes dois ativos representam 90% do total do investimento do fundo.

Os cinco fundos de pensões abertos

FundoGestoraRendibilidade 5 anos (%)Ativos sob gestão *
Caixa Reforma Garantida 2022CGD Pensões4,914,7
Horizonte AcçõesOcidental Pensões4,411,7
Protecção 2020BBVA Fundos4,221
Turismo PensõesOcidental Pensões4,22,7
BPI AcçõesBPI Vida e Pensões4,256,8

Fonte: APFIPP no final de setembro. * Em milhões de euros

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos