Tags: Obrigações | Ações |

Cimeira marca semana com dados macro e leilões de dívida dos periféricos


Esta semana, que é marcada pela cimeira europeia de chefes de Estado e de Governo, nos dias 18 e 19 (quinta e sexta-feira), arranca com a publicação de indicadores nos Estados Unidos, concretamente o indicador de actividade industrial de Nova Iorque (Outubro) e as vendas a retalho (Setembro) e resultados do banco Citigroup. 

Na terça destaque para a divulgação os dados da inflação na Zona Euro (Setembro),  para a balança comercial da região (Agosto) e ainda para o indicador de sentimento económico ZEW, para a Zona Euro e para a Alemanha, referente ao mês de Outubro. Também nos  Estados Unidos será conhecida a evolução do índice de preços no consumidor (Setembro), assim como a produção industrial relativa a Setembro e os resultados de empresas como a Coca-Cola, a Goldman Sachs e a Intel.

A meio da semana há dados da construção em Agosto, na Zona Euro, e nos Estados Unidos são publicados os dados semanais de reservas de petróleo e os númeos da construção de casas e licenças de construção, em Setembro. Divulgam resultado empresas como Bank of America e Procter & Gamble, nos EUA, e a ASML Holding, na Holanda.

Quinta-feira são divulgados diversos indicadores pela China, nomeadamente Produto nterno Bruto (PIB), relativo ao terceiro trimestre trimestre, produção industrial e vendas a retalho,  e, Setembro, enquanto nos Estados Unidos está agenda a publicação semanal dos novos pedidos de subsídio de desempreo, dos indicadores avançados (Setembro) e do indicador de actividade industrial de Filadélfia (Outubro). A finlandesa Nokia e as norte-americanas Morgan Stanley, Google e Microsoft estão entre as empresas que divulgam hoje resultados.

Para o último dia semana está agendada a publicação dos preços na produção na Alemanha (Setembro), a conta corrente na Zona Euro (Agosto) e a venda de casas usadas nos EUA (Setembro), assim como os resultados de General Electric e McDonald's.

Leilões de dívida

O primeiro leilão da semana é logo na segunda-feira, com a França e emitir obrigações do Tesouro. Na terça-feira é a vez de Espanha emitir com maturidades de 12 e 18 meses e do Fundo Europeu de  Estabilização Financeira e da Grécia irem também ao mercado.

Na quarta, Portugal emite bilhetes do Tesouro com maturidades a 182 dias, 91 dias e 364 dias, e a Alemenha faz leilão de obrigações a dois anos. Nos leiões de quinta-feira há Espanha, que fará três emissões de dívida, e ainda França, que volta a vender dívida.

Próximos eventos