Tags: Negócio |

Certificados em alta


A dívida pública não transacionada está na mó de cima. Segundo os dados publicados pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), tanto os Certificados de Aforro como os Certificados de Tesouro têm apresentado valores muito positivos, no que toca às captações líquidas, durante este ano.

Os valores publicados no último Boletim Mensal da instituição, referente ao final de agosto, mostram que o saldo nos Certificados de Aforro é positivo na ordem dos 11.369 milhões de euros, enquanto nos Certificados do Tesouro o valor atinge os 3.780 milhões de euros.

Ainda assim, em termos de dívida pública não transacionável, o maior número de emissões ocorreu nos Certificados Especiais de Dívida de Curto Prazo (CEDIC), com o valor a atingir mais de 20 mil milhões de euros

Próximos doze meses calmos

Olhando para o calendário das amortizações para os próximos doze meses, verificamos que será um período onde a calmaria vai reinar. O mês mais problemático poderá ser o de Outubro, com o vencimento de obrigações com valores a atingirem os 5 mil milhões de euros. Nos restantes meses os valores são relativamente inferiores, sempre abaixo dos 3 mil milhões de euros.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos