Tags: Negócio |

Categorias de fundos que mais captam sem novidades em Julho


Desde que o ano começou, os fundos de investimento mobiliário acumularam 1,03 mil milhões de euros em subscrições líquidas. A dar uma grande contribuição para este valor, estiveram os fundos especiais de investimento, que somaram 1,05 mil milhões de euros em subscrições líquidas desde o início de 2013.

Os F.E.I. de curto prazo são os que mais captam desde que o ano começou, acumulando um saldo líquido de 933,6 milhões de euros. Estão também na liderança na captação no mês de Julho (181,8 milhões de euros), e ainda nos últimos 12 meses, com 1,44 mil milhões de euros de subscrições líquidas. Já os fundos Mercado Monetário Euro, com 393,6 milhões de euros, aparecem em segundo lugar nas captações líquidas desde o início do ano. Ainda no “pódio”, em terceiro, os fundos Tesouraria Euro registaram entradas de dinheiro líquidas no valor de 311,02 milhões de euros.

No mês de Julho, em segundo lugar, destaque para os Fundos Mercado Monetário Euro que obtiveram um saldo líquido entre subscrições brutas e resgates brutos de 72,16 milhões de euros. Já nos últimos 12 meses, a categoria que mais captou em segundo lugar é a de fundos de Tesouraria Euro, que somou 599,14 milhões de euros em entradas líquidas; em terceiro lugar destaque para os 518,37 milhões de euros captados pelos fundos mercado Monetário Euro.

Em Julho, em terceiro lugar, aparecem os  F.E.I. Monetário, que captaram 29,23 milhões de euros durante este mês em questão.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos