Categorias de fundos imobiliários abertos com melhor retorno a um ano que fechados


A rendibilidade anualizada média, a um ano, das duas categorias de fundos de investimento imobiliário (FII) abertos, era positiva no final de Novembro, enquanto que a de fundos fechado situava-se em terreno negativo, mostram os mais recentes dados mensais divulgados pela APFIPP.

Os sete fundos abertos de acumulação apresentavam no final de Novembro uma rendibilidade média a 12 meses de 1,17%; já nos abertos de rendimento, o retorno anualizado médio dos cinco fundos desta categoria era de 1,94%. Quanto aos fundos fechados, o valor da rendibilidade média dos 12 fundos situava-se em -2,77%.

Analisando individualmente por fundo surgem, entre os quatro maiores retornos - todos na casa de 3% -, dois fechados, concretamente o TDF, gerido pela TDF – Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Imobiliário (+3,94%), e o Fundiestamo I, gerido pela sociedade também com o mesmo nome (+15%). Os restantes dois fundos que estão entre as maiores rendibilidades anualizadas a um ano são o CA Património Crescente, da categoria Fundos Abertos de Acumulação, gerido pela Square Asset Management e com um retorno de 3,81%; e o ES Logística – FEIIA, da categoria Fundos Abertos de Acumulação e gerido pela ESAF, que tinha no final de Novembro uma rendibilidade de 3,33%, de acordo com a estatística mensal divulgada pela APFIPP.

Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos