Captações líquidas: os fundos que se destacaram em novembro


Até agora, Novembro foi o melhor mês do ano no que toca a captações líquidas. De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – as captações líquidas no mês passado foram de 305 milhões de euros. A entidade que mais se destacou nesse período foi a BPI Gestão de Activos que registou um saldo entre subscrições e resgates de 264 milhões de euros, sendo a gestora líder neste segmento pelo quinto mês consecutivo.

Ao liderar esta rubrica, não é de estranhar que os produtos que mais captações líquidas obtiveram no mês sejam geridos pela BPI Gestão de Activos. Dos dez produtos com melhor saldo entre subscrições e resgates, meia dúzia é desta entidade, com a liderança a estar a cabo do BPI Monetário Curto Prazo. Pelo segundo mês consecutivo este fundo de investimento alternativo (FIA) monetário de curto prazo lidera esta rubrica, desta feita com um saldo de 84 milhões de euros. Nos últimos cinco anos, a sua rendibilidade anualizada é de 1,1% e no final de novembro era o sexto maior produto do mercado nacional.

Com um saldo de 67,7 milhões de euros figura o IMGA Extra Tesouraria III que, tal como o líder, é um FIA, igualmente de curto prazo. O produto é da responsabilidade da IM Gestão de Ativos e investe “mais de 85% em activos com maturidade residual inferior a um ano”. Já no mês de outubro se tinha destacado, tendo sido o terceiro fundo com maior montante em captações líquidas.

BPI Gestão de Activos com mais presenças

Os cinco produtos que se seguem na lista pertencem todos à BPI Gestão de Activos. Com captações líquidas de 56 milhões figura o BPI Reforma Segura PPR, sendo seguido do BPI Liquidez com mais de 47 milhões de euros. O BPI Moderado surge logo depois com captações líquidas de 37 milhões, deixando mais afastado o BPI Reforma Investimento PPR e ainda o BPI Euro Taxa Fixa, com 21 e 15 milhões de euros, respetivamente.

Acima dos dez milhões de euros, figura mais um produto, desta feita gerido pela Caixagest. Trata-se do Caixagest Liquidez que é o maior produto do mercado nacional com mais de 1.500 milhões de euros em património. No mês de novembro as captações líquidas do produto atingiram os 10,1 milhões de euros.

Os produtos com mais de um milhão de euros em captações líquidas

FundoGestoraNovembro
BPI Monetário Curto Prazo - FIABPI Gestão de Activos84 221 300 €
IMGA Extra Tesouraria III - FIAIM Gestão de Ativos67 754 000 €
BPI Reforma Segura PPRBPI Gestão de Activos56 369 500 €
BPI LiquidezBPI Gestão de Activos47 315 600 €
BPI ModeradoBPI Gestão de Activos37 347 400 €
BPI Reforma Investimento PPRBPI Gestão de Activos21 299 400 €
BPI Euro Taxa FixaBPI Gestão de Activos15 653 100 €
Caixagest LiquidezCaixagest10 115 400 €
Caixagest Seleção GlobalCaixagest7 648 900 €
Santander Private ModeradoSantander Asset Management5 755 900 €
CA MonetárioCA Gest5 445 300 €
Caixagest Ações Líderes GlobaisCaixagest5 300 400 €
BPI DinâmicoBPI Gestão de Activos4 343 100 €
Caixa Fundo Monetário - FIACaixagest3 908 200 €
Caixagest Seleção Global DefensivoCaixagest3 327 800 €
Popular TesourariaPopular Gestão de Activos3 262 000 €
IMGA Rendimento MensalIM Gestão de Activos3 055 600 €
Santander Select ModeradoSantander Asset Management2 214 200 €
Optimize Selecção Base Optimize Investment Partners 1 503 300 €
Santander Select DinâmicoSantander Asset Management1 442 600 €
BPI Reforma Acções PPRBPI Gestão de Activos1 278 300 €
Caixagest Acções JapãoCaixagest1 227 600 €
BPI Obrigações MundiaisBPI Gestão de Activos1 122 000 €
Fonte: APFIPP no mês de novembro.
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos