Captações líquidas: destaques em janeiro nos fundos de obrigações


O primeiro mês do ano não vai ser relembrado pelos valores das captações líquidas. Em janeiro, de acordo com a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – os resgates superaram as subscrições em 152 milhões de euros. Com estes valores, foi o pior arranque de ano desde 2011.

Os fundos de obrigações seguiram a mesma tendência no primeiro mês de 2016. A Associação segmenta os fundos de obrigações em três categorias – fundos de obrigações de taxa indexada euro, fundos de obrigações euro e ainda fundos de obrigações internacionais – que tiveram mais resgates do que subscrições em dezembro.

Ainda assim, quatro produtos que investem em obrigações conseguiram ter resultado positivo no que toca às captações líquidas. A liderança coube ao Santander MultiCrédito que é da responsabilidade da Santander Asset Management. O produto conseguiu atingir um saldo entre subscrições e resgates de 26,4 milhões de euros. Destaca-se, ainda, o facto de em meados de janeiro, o fundo Santander MultiObrigações ter sido incorporado neste produto.

Resultados mais modestos nos restantes produtos

Os restantes três produtos não conseguiram superar os 300 mil euros em subscrições líquidas no primeiro mês do ano.  Com 283 mil euros surge o Montepio Taxa Fixa que é da responsabilidade da Montepio Gestão de Ativos. Abaixo dos 100 mil euros figuram os restantes dois produtos de obrigações que conseguiram ter captações líquidas positivas em janeiro: o Caixagest Obrigações Mais da Caixagest e ainda o Santander Multi Taxa Fixa da Santander Asset Management.

Fundos de obrigações com captações líquidas positivas em janeiro

FundoGestoraCategoria APFIPPCaptações Líquidas
Santander MultiCréditoSantander Asset ManagementObrigações Taxa Indexada26 473 800 €
Montepio Taxa FixaMontepio Gestão de ActivosObrigações Euro283 000 €
Caixagest Obrigações MaisCaixagestObrigações Euro83 000 €
Santander Multi Taxa FixaSantander Asset ManagementObrigações Euro28 800 €

 

Fonte: APFIPP no final de janeiro
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos