Caixagest liderou captações no sexto mês do ano


Se ao nível dos fundos de investimento que mais captaram em junho conseguimos traçar uma “lista” até bem composta de produtos cujo saldo entre subscrições e resgates foi positivo no mês, quando olhamos diretamente para cada casa gestora o cenário é menos “diversificado”. Em junho foram apenas três as entidades gestoras nacionais a conseguirem captações líquidas positivas, diz a APFIPP no seu relatório mensal de junho, mês em que a indústria não foi além de um resgate líquido de 363,6 milhões de euros.

Caixagest e Optimize foram as grandes resistentes

Neste ‘cinzento’ mês de junho para a indústria nacional de fundos mobiliários, a Caixagest foi a grande resistente do mês assistindo a entradas líquidas de 63,2 milhões de euros. No ano, por seu lado, a gestora arrecada 223,8 milhões de euros até junho. Recorde-se que no mês em análise foi precisamente um fundo da casa a conseguir um saldo mais ‘avultado’ entre subscrições e resgates. Falamos da Caixagest Liquidez que arrecadou 48,8 milhões de euros em junho.

A Optimize Investment Partners foi a segunda gestora a conseguir entradas líquidas no mês. A gestora independente do mercado nacional, atualmente com 67,3 milhões de euros de ativos sob gestão, arrecadou em junho mais 1,4 milhões de euros. O Optimize Capital Reforma PPR Equilibrado foi um dos 20 produtos presentes na lista de fundos com mais entradas de dinheiro em junho, no caso 554 mil euros. Quando olhamos para os seis meses volvidos desde o início de 2015 a entidade consegue subscrições líquidas de 8,6 milhões de euros.

A Patris Gestão de Activos, por seu lado, arrecadou em junho um volume de 0,01 milhões de euros de entradas líquidas.

Desde o início do ano é a Santander AM que se destaca

O último relatório da Associação permite também identificar as gestoras que mais captam desde que o ano corrente se iniciou. Do universo de 8 casas com saldo líquido positivo entre subscrições e resgates no período é a Santander Asset Management a líder destacada, com captações líquidas que atingem os 279,5 milhões de euros. 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Os quatro resistentes

São cerca de três dezenas, os produtos de obrigações que compõem o mercado nacional. No entanto, no segundo trimestre, apenas quatro registam captações líquidas positivas. Conheça-os.

Próximos eventos