Tags: Ações |

Caixagest e Santander AM com os maiores fundos de ações


Depois de vermos quais foram os fundos mistos com maiores AuM no final deste primeiro semestre de 2017, partimos agora para a categoria dos fundos de ações. Segundo a base de dados Morningstar, são 49 os produtos que compõem esse universo de equity. Entre esse, destacamos os cinco fundos com maior volume sob gestão.

Com uma diferença bastante superior em relação aos demais, o fundo Caixagest Ações Líderes Globais destaca-se pela positiva. Gerido pela Caixagest, o fundo aberto de ações internacionais tem um valor sob gestão de cerca de 275 milhões de euros. De acordo com dados da instituição financeira, a carteira do fundo investe 35,47% no setor de bens de consumo, 29,23% no setor das tenologias de informação, 8,37% no setor dos bens industriais e 8,21% no setor dos materiais.

Com cerca de 96 milhões de euros sob gestão, mais um fundo da mesma gestora, o  Caixagest Acções EUA. Com um investimento feito unicamente em ações dos Estados Unidos da América, a carteira investe “19,51% no setor dos bens industriais, 18,91% no setor financeiro, 14,95% no setor dos bens de consumo e 14,74% no setor das tecnologias de informação, de acordo com dados da entidade gestora.

Atrás, eis que surge um produto da Santander Asset Management, o fundo Santander Acções Portugal, com um volume sob gestão a rondar os 88 milhões de euros. Gerido por Dolores Solana, o fundo com 23 ativos em carteira, investe diretamente 81% em ações, indiretamente 18% em ações e tem 14% alocados em liquidez, segundo a ficha de produto.

Logo a seguir, surge mais um fundo da Santander AM – Santander Acções Europa, a gerir cerca de 76 milhões de euros. O produto gerido por José António Montero investe em ações da União Europeia, Suíça e Noruega, sendo que 94,4% são investidos em ações e 8,74% estão alocados em liquidez.

Por último, o quinto fundo com maiores AuM geridos neste primeiro semestre do ano pertence, igualmente, à mesma gestora: Santander Acções América.  Com quase 46 milhões de euros de volume sob gestão, o fundo investe em ações de empresas da América do Norte “com capitalização bolsista significativa, elevado grau de liquidez e potencial de valorização de acordo com a perspetiva de mercado”, segundo a entidade gestora.

Sem_T_tulo

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos