Tags: Emergentes | Latam |

Caixa lidera captações no mercado brasileiro


A ANBIMA apresentou, esta semana, o 'ranking' de entidades gestoras presentes no mercado brasileiro, sendo que apenas três das dez maiores e com maior quota de mercado correspondem a entidades estrangeiras implementadas naquele mercado - Santander, HSBC e BNY Mellon. 

A liderar as dez, em activos sob gestão, está a gestora do Banco do Brasil com 465,9 mil milhões de reais e uma quota de mercado de 20%. Apesar de se distanciar com vantagem das restantes gestoras, a BB DTVM viu as suas captações diminuírem nos últimos doze meses (-378,7 mil milhões de reais), em parte devido à saída dos investidores dos fundos de obrigações, referenciado DI e cambial. Por outro lado, a Caixa lidera captações tendo recebido, nos últimos doze meses, 47,7 mil milhões de reais, dos quais se destacam os 16,8 mil milhões dirigidos para os fundos de acções.  Esta entidade situa-se na quarta posição do 'ranking' com 192,5 mil milhões de activos sob gestão e uma quota de mercado de 8,2%.

A segunda entidade brasileira com maior destaque no mercado e segundo o 'ranking' ANBIMA é o Itaú Unibanco com uma quota de mercado de 13,8% correspondendo a um património de 322,9 mil milhões de reais. Nos últimos doze meses registou captações na ordem dos 5,5 mil milhões de reais. O Bradesco é a terceira maior gestora brasileira com 252,6 mil milhões de reais sob gestão e representa 10,8% do mercado. A entidade é a segunda que mais captou nos últimos doze meses, 22,5 mil milhões de reais.

Quanto a entidades estrangeiras no mercado local, o Santander tem uma quota de mercado de 5,3% e 124,7 mil milhões de reais sob gestão, a BNY Mellon tem um património de 121,1 mil milhões de reais e uma quota de 5,2% e, por último, o HSBC com 86,4 mil milhões de reais sob gestão representa 3,7% do mercado. Destas apenas o HSBC registou captações positivas nos últimos doze meses (mais 2,3 mil milhões de reais). As outras duas, em conjunto com a gestora do Banco do Brasil, apresentaram captações negativas no período. 

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos