Tags: Emergentes |

Brasil tem uma indústria de fundos mais competitiva


A indústria brasileira de fundos tem vindo a ganhar, nos últimos sete anos, mais competitividade, passando por um crescimento robusto do património líquido dos fundos de investimento.  

No que refere a fundos de investimento e, segundo publica a InfoMoney com base em dados ANBIMA, o segmento apresentou um aumento de 180% na quantidade de fundos disponíveis. Apesar disto, o património líquido médio sofreu uma redução de cerca de 25% para os 177 milhões de reais. Pelo contrário, o número de participantes progrediu, no período, 1,44% para 10.708.511, com um património líquido médio por participante de 224 mil reais, o que corresponde a uma subida de 107%.

“Estes dados corroboram com a hipótese refere à pulverização do capital investido entre os fundos e embora o capital médio por investidor tenha aumentado consideravelmente, cerca de metade dessa evolução aconteceu só com os rendimentos dessas aplicações dado que no período a captação líquida foi de 568 mil milhões de reais”, escreve Felipe Medeiros no InfoMoney. 

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos