Tags: Obrigações | Ações | Latam |

Brasil: Património líquido dos institucionais quase nos mil milhões de reais


Os dados da ANBIMA, referentes ao mês passado, mostram que o património líquido sofreu um incremento de 1,21% em julho, face ao mês anterior. Deste modo o valor total do património líquido ultrapassou os 2.573 milhões de reais.

O mesmo boletim mensal que aborda a temática dos fundos de investimento no mês, mostra que o segmento institucional continua a ser aquele que apresenta maior valor. Os dados evidenciam que este segmento fechou o mês de julho nos 999,3 milhões de reais, o que corresponde a mais 1,07% do que no final do mês anterior.

Já em termos percentuais o maior aumento aconteceu no segmento corporate com uma subida acima de 3,78% para os 381 milhões de reais, seguido dos clientes de varejo (retalho) com uma subida de 2,3% para os 374 milhões de reais.

Maior dispersão

Analisando a categoria de investimento e o respetivo segmento de investidor onde é dominante, verificamos uma grande dispersão. Por exemplo, o segmento institucional tem o seu maior investimento nos fundos de previdência, enquanto os clientes corporate preferem a renda fixa (obrigações). Já a categoria dos fundos multimercados é a preferido para o segmento do private banking, com os clientes de varejo a preferirem a categoria dos fundos Referenciado DI. O Poder Público prefere, em linha com as empresas, os investimento em obrigações.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos