Tags: Emergentes | Latam |

Brasil: Fundos de renda fixa índice seguem com os bons resultados em maio


A indústria de fundos brasileira no mês de maio ficou marcada pela queda dos juros dos títulos públicos prefixados e dos corrigidos pela inflação. Naturalmente, os fundos que saíram mais beneficiados por este contexto, foram os fundos renda fixa índices e renda fixa tradicionais.

Segundo os dados da ANBIMA os fundos de renda fixa índices, que investem apenas em  Notas do Tesouro Nacional série B (NTN-B, que pagam juros mais a variação do IPCA) acumularam uma rentabilidade média de 2,52%, fazendo com que o acumulado no ano seja de 7,02% até maio. Já os fundos de renda fixa tradicionais obtiveram um rendimento de 1,11% em maio, e 4,86% no ano.

Multimercados a recuperar

Maio foi também o mês de recuperação dos  fundos multimercados e dos fundos cambiais.  Os multimercados macro renderam em média 0,94%, mas no ano acumulam apenas 1,89%, o que reflete as oscilações nos mercados ao longo do ano.

Já os fundos de ações acabaram o quinto mês com comportamentos distintos. Aqueles que investem em small caps conseguiram uma rentabilidade de 3,18% no mês, enquanto em sentido oposto os fundos de ações e sustentabilidade perderam 1,32%. 

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos