Tags: Emergentes | Latam |

Brasil: Foi lançado o primeiro fundo de debêntures de infraestrutura da Bovespa


A Votorantim Wealth Management, o BB investimentos e a Highland Capital iniciaram recentemente negociações no mercado secundário do primeiro fundo de investimentos exclusivo a debêntures (títulos de dívida) de infraestrutura do Bovespa.

O FIDC (fundo de investimento em direitos creditórios) tem um património inicial de 300 milhões de reais, que, segundo Reinaldo Lacerda, diretor da Votorantim, deve chegar a mil milhões de reais até ao final do ano. 

Realce-se que as debêntures incentivadas (de infraestruturas) foram regulamentadas pela lei 12.431 em 2011, e embutem incentivos tributários para investidores estrangeiros

Infraestruturas de interesse público

O fundo tem como objecto de investimento infraestruturas em áreas de interesse público, como é o caso da energia, transportes, água, saneamento básico e irrigação.

O produto é exclusivo para investidores qualificados e conta já com 2,7 mil investidores. As cotas desses investidores apresentam um rentabilidade equivalente à variação do IPCA acrescida de 5,5%.

Dinamismo para o mercado de capitais

Segundo Paulo Rogério Caffarelli, secretário executivo do Ministério da Fazenda, o produto vai permitir que os investidores possam diversificar os seus investimentos em infraestrutura, acima de tudo, trazer a pessoa física para o mercado de capitais, tão necessário no desenvolvimento e incremento dos projetos”.

O representante do governo federal brasileiro adianta ainda que a instituição planeia investir 1,5 biliões no sector durante os próximos anos. 

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos