Tags: Emergentes | Latam |

Brasil: Curto prazo e Referenciado DI são as categorias com maiores subscrições líquidas em 2014


Nos primeiros cinco meses do ano, apenas duas categorias de fundos de investimento no Brasil apresentam subscrições líquidas acima de dez mil milhões de reais, segundo os dados publicados pela ANBIMA.

A categoria de curto prazo fecha o período analisado com 12,4 mil milhões em captações líquidas, enquanto o Referenciado DI se fixou em 14,6 mil milhões de reais. Ambas as categorias apresentam valores semelhantes no que toca às subscrições, com a categoria de Curto Prazo a ter 438,2 mil milhões enquanto o Referenciado DI não ultrapassa os 430,6 mil milhões de reais.

Saldo positivo entre as subscrições e os resgates também nas categorias de Cambial, Previdência e Exclusivo Fechado.  

O relatório da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais mostra ainda que entre janeiro e maio, existiram mais resgates do que subscrições, com o saldo negativo a cifrar-se em 17 mil milhões de reais, com as subscrições a chegarem aos 1.591 mil milhões de reais.

Renda Fixa é a mais subscrita em 2014

Entre as diversas categorias, a de Renda Fixa é aquela que apresenta o maior valor de subscrições, atingindo os 441 mil milhões de reais. No entanto, é também aquela que apresenta o pior saldo entre resgates e subscrições, com as saídas de dinheiro a atingirem os 23,3 mil milhões de reais.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos