Tags: Emergentes | Latam | Ações |

Brasil: consolidação dos bons resultados nos fundos de ações


Como já lhe tínhamos dado conta recentemente, os dados da ANBIMA referentes ao meio do mês de março apontavam para uma retoma dos fundos de ações brasileiros. O último “Panorama” da associação brasileira, com dados da totalidade do terceiro mês do ano, consolida precisamente essa boa forma do mercado acionário canarinho. 

Em termos da indústria em geral, no documento é evidenciado que “a menor volatilidade no mercado financeiro propiciou um forte ingresso de investidores estrangeiros para os mercados de ações e de renda fixa, com reflexos positivos na indústria de fundos de investimento”. 

A melhoria no mercado de ações teve reflexo na valorização dos principais índices de Bolsa, beneficiando assim os fundos de ações, que tiveram o protagonismo do terceiro mês do ano. 

Reviravolta em relação a outubro 

O volte-face nas rentabilidades aconteceu nas categorias Ibovespa Ativo, IBrX Ativo e Ações Livre. Desde outubro que estas categorias registavam um retorno negativo, tendo agora recuperado o fôlego, com 3,35%, 5,5% e 6,25% , de rendimento, respetivamente. 

Quando a análise é feita a um ano, as notícias já não são tão animadoras. Os ganhos destes fundos ainda não conseguiram recuperar, o que na perspetiva da Associação “deixa em aberto um cenário desafiante para esses fundos neste período de baixo dinamismo económico e incerteza inflacionária”. 

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos