Tags: Emergentes | Latam |

Brasil: captação líquida maior no segmento do Poder público


Os últimos dados referentes a novembro divulgados pelo Panorama mensal da ANBIMA, dão conta de que, à semelhança do que já tinha acontecido no mês de outubro, os fundos Multimercados foram aqueles que registaram o maior volume de resgates (11,2 mil milhões de reais). Em segundo lugar, com maiores saídas de dinheiro, aparecem os fundos de renda fixa, de onde foram resgatados 10,9 mil milhões de reais, no mês de novembro.

A captar mais dinheiro no mês de novembro estiveram os fundos referenciado DI, seguidos dos FIDC, e dos Previdência. Ao todo estas categorias acumularam uma captação que ronda os 3 mil milhões de reais em novembro.

Mais resgates no segmento corporate

Com dados preliminares que vão até dia 6 de dezembro, a ANBIMA revela que a maior parcela líquida de resgates líquidos acumulados nos fundos foi registada no segmento Corporate, de onde saíram 13,8 mil milhões de reais, seguido do Varejo, de onde foram resgatados 9,7 mil milhões de reais.

No mesmo período, os líderes em captação líquida acumulada são os investidores de poder público e os EAPC (Entidades Abertas de Previdência Complementar), que registaram entradas de dinheiro na ordem dos  25,7 mil milhões de reais e 18,6 mil milhões, respetivamente.

 

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos