Tags: Negócio | Ações |

BPI sobe ao primeiro lugar nas preferências dos OICVM


Em setembro, o valor investido em ações nacionais por parte dos organismos de investimento colectivo em valores mobiliários (OICVM) decresceu em cerca de 1,5%, face ao mês anterior, para os 305 milhões de euros. De acordo com os dados publicados pela Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), o Banco BPI sobe à liderança das preferências ultrapassando empresas cotadas como o Millennium BCP, Sonae SGPS ou a Galp Energia. O investimento dos OICVM no banco liderado por Fernando Ulrich chegou aos 31,3 milhões de euros depois de ter sofrido um incremento de 34,6%, face ao mês de agosto.

A Sonae SGPS segue agora na segunda posição com um investimento por parte dos OICVM na ordem dos 25,4 milhões de euros. Já o Millennium BCP desce ao terceiro lugar com 24,5 milhões de euros.

Menos mudanças fora de Portugal

O investimento nas ações europeias sofreu um revés na ordem dos 0,2%, totalizando no final de setembro cerca de 508 milhões de euros investidos por parte dos OICVM. A Total Efina continua a liderar, agora com um investimento total de 19 milhões de euros, seguida da Sanofi-Aventis e do BNP Paribas que trocaram de posição. O investimento por parte dos OICVM na farmacêutica situou-se em 14,55 milhões de euros enquanto na entidade financeira francesa se fixou em 12,6 milhões de euros.

Também fora da Europa houve um decréscimo do investimento. Os dados do regulador apontam para um decréscimo de 0,9% para os 425 milhões de euros. A Apple Computer, a Roche e a Novartis continuam a dominar a lista. O gigante norte-americano lidera com 9,7 milhões de euros investidos por parte dos OICVM, enquanto as duas farmacêuticas apresentam valores na ordem de 7,7 e 6,9 milhões de euros, respetivamente.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos