Tags: Gestores | Ações |

BPI Portugal: o campeão nas ações nacionais entre os restantes ‘peers’


O ano de 2015 tem sido favorável para a BPI Gestão de Activos no que diz respeito ao reconhecimento dos produtos da casa. O ano começou com o BPI Ibéria, gerido por Catarina Quaresma Ferreira,  a sair vencedor nos Euronext Lisbon Awards, na categoria de ‘Investment Fund/Open Pension Fund in Portuguese stocks’.

Cerca de três meses depois, nos Morningstar Awards, Catarina Quaresma Ferreira voltou a subir ao palco, desta vez para receber o galardão de “Melhor Fundo de Ações Portugal” atribuído ao BPI Portugal, pelo qual também é responsável, em co-gestão com Carla Brito Fonseca. Recorde-se que embora no ano passado este galardão tenha sido entregue ao Santander Ações Portugal, da Santander Asset Management, em 2013 o BPI Portugal já tinha sido o vencedor nesta categoria. Sobre o reconhecimento em 2015 pela conhecida empresa de análise, Catarina Quaresma Ferreira refere que se trata de uma “importante distinção”, já que “a Morningstar premeia a consistência da gestão”. “O prémio recebido recompensa o resultado obtido no último ano, mas também o bom comportamento a longo prazo em função do risco assumido”, indica.

Bom arranque do ano

O fundo da BPI Gestão de Activos “visa proporcionar o acesso a um conjunto de ações nacionais que complementem a carteira do investidor, numa perspetiva de diversificação geográfica”, e a carteira do fundo é “constituída exclusivamente por ações de empresas portuguesas, cotadas no Mercado de Cotações Oficiais e no Segundo Mercado de cotações nacionais”. Muito embora o ano de 2014 não tenha terminado da melhor forma para os fundos que investem na bolsa nacional, a recuperação tem sido tema dominante quando se olha para os meses volvidos de 2015.  Obviamente que o BPI Portugal, com cerca de 36 milhões de ativos sob gestão, faz parte desse leque de fundos que têm valorizado em 2015. Segundo dados da APFIPP de 24 de abril, o fundo com 4 estrelas atribuídas pela Morningstar, apresenta uma performance de 21,80% desde o início do ano.

Na ficha de produto disponibilizada pela gestora no site, é destacado no terceiro mês do ano “o contributo da Altri, cujas ações valorizaram 27,7% em março”.  Catarina Quaresma Ferreira indica que “a empresa apresentou bons resultados relativos ao quarto trimestre de 2014, com as receitas a crescerem 10%”.

Proximidade é chave

Na revista número 4 da Funds People, referente ao primeiro trimestre de 2014, a profissional salientava que uma das mais valias na gestão do produto é a “proximidade com as empresas”, sendo este também um dos pontos chave no processo de investimento. A análise das empresas, por seu lado, “é um processo bottom up de pura seleção de valores”, comentava à Funds People. Por essa altura a profissional explicava ainda que uma vez por mês reveem a carteira, e se alguma empresa alcança o preço alvo reveem a sua posição e as variáveis que influenciam o seu preço para decidir se a mantêm ou não. 

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1 3
Anterior 1 3

Próximos eventos