Tags: Negócio |

BPI Gestão de Activos destaca-se nas captações líquidas


As sociedades gestoras de fundos mobiliários nacionais não tiveram o melhor mês de agosto no que diz respeito aos fluxos de capital. Todas as entidades – à execeção de duas – registaram resgates líquidos, sendo que em termos globais a indústria de fundos somou um saldo líquido negativo de 419,3 milhões de euros.

As “resistentes” do mês no que diz respeito aos fluxos de entrada de dinheiro, foram a BPI Gestão de Activos e o BBVA Asset Management.

A recordista do mês nas captações foi precisamente a gestora do Banco BPI. A entidade reverteu a tendência negativa de julho (altura em que somou um resgate líquido de 9 milhões) tendo no final de agosto alcançado um saldo líquido de 57,2 milhões de euros, resultante de subscrições na ordem dos 137,4 milhões de euros e de resgates de 80,2 milhões.

A BBVA Gest foi a outra entidade que conseguiu um saldo líquido positivo durante o “conturbado” mês de agosto. A gestora do BBVA assistiu a subscrições de 4,4 milhões de euros, enquanto os resgates totalizaram os 3,1 milhões de euros. Desta forma, a entidade somou subscrições líquidas de 1,4 milhões de euros no mês em análise. 

Desta forma, o verão de 2014 português revela-se negativo para os fundos nacionais, sendo, sem surpresas, uma das grandes penalizadas a ESAF que assistiu no oitavo mês do ano à saída de 334,6 milhões de euros de resgate líquido.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos