Bolsas europeias no vermelho


O final de sessão de hoje fustigou as principais bolsas europeias. Na praça lisboeta o PSI 20 recuou 0,64% para os 6.000,470 euros. Madrid caiu 0,47% e Frankfurt 0,03%. Paris manteve valores da última sessão.

Na NYSE Euronext Lisboa foram 14 as empresas cotadas a caírem, 5 cresceram, e o Banif manteve os mesmos resultados da sessão anterior.

No restante sector bancário terminou a sessão de hoje no vermelho. O BCP caiu 1,04% para os 0,095 euros, enquanto o BES terminou a desvalorizar 1,22% para os 0,809 euros. O BPI, por seu lado, decresceu 0,32% para os 0,941 euros.

Na Energia, apenas a REN conseguiu valorizar 0,23%. As empresas EDP terminaram ambas no vermelho, tendo a renováveis desvalorizado 0,10% para os 3,870 euros. Na EDP energia a desvalorização foi maior, de 0,26%. A Galp Energia caiu 0,48%.

O setor das telecomunicações foi o que causou mais moça nas no índice português. A maior queda do final de sessão pertenceu a PT que desvalorizou quase 2% (1,89%) para os 3,366 euros. Numa queda acima de 1% ficou também a Sonaecom que desvalorizou 1,73% para os 2,051 euros . A Zon Optimus por seu lado caiu 0,50% para os 4,358 euros.

As retalhistas terminaram também ambas a cair. A Jerónimo Martins desvaloriou 0,94% para os 15,345 euros , enquanto a Sonae SGPs terminou a desvalorizar 0,75% para os 0,933 euros.

Destaque para a Mota Engil que conseguiu crescer 0,41% para os 2,930 euros.

O Mais Lido

Próximos eventos