Tags: Negócio |

Bolsa sobe quase 1,5%


O PSI-20 fechou a sessão de hoje a valorizar 1,40% para os 7.055,27 pontos, o valor mais elevado desde meados de 2011. Aliás, desde dessa altura que o principal índice bolsista português não pisava os terrenos dos acima dos sete mil pontos. Das 20 empresas que compõem o índice, 16 subiram e as restantes quatro caíram. Destaque ainda para nove cotadas que atingiram novos máximos durante o dia de hoje.).

O PSI-20 foi a bolsa que mais valorizou entre as principais praças europeias, onde o sentimento foi misto. Frankfurt e Paris caíram enquanto Madrid seguiu o sentido oposto

José Barroso, da Popular Gestão de Activos, afirma que “os mercados ibéricos, mais especificamente o sector bancário, estão a dar cartas neste início do ano 2014. Hoje não foi excepção, enquanto os principais índices europeus (Dax, CAC, FTSE, FTSE-MIB e Eurostoxx50) encerraram em terreno negativo, os ibéricos fecharam no verde. Este facto é consequência do sentimento vivido pelos investidores que acreditam que, tanto Portugal, como Espanha, vão seguir o exemplo da Irlanda e serão capazes, não só de inverter o recente comportamento das suas economias, como conseguirão que as mesmas voltem a crescer. No outro lado do Atlântico, as bolsas encontram-se com um comportamento misto a aguardar pelas actas da FED que irão ser hoje reveladas e onde serão conhecidas as razões do início do “tapering” antes do antecipado pelos analistas.“   

Banca acelera

O sector bancário conseguiu valorizar no dia de hoje. O banco liderado por Ricardo Salgado fechou a sessão a valorizar 0,84% para os 1,20 euros enquanto o BCP subiu 2,7% para os 19 cêntimos. Já o BPI ganhou 1,79% para fechar o dia a cotar nos 1,43 euros.

Pesos-pesados sobem

À exceção da Galp Energia, as cotadas com maior peso no índice valorizaram hoje. A EDP cresceu 1,68% para os 2,78 euros enquanto a Portugal Telecom valorizou 3,5% para os 3,55 euros. Já a Jerónimo Martins cresceu 0,04% para os 14,2 euros.

Apenas quatro quedas

Foram apenas quatro as cotadas que fecharam o dia hoje abaixo da sessão anterior. A maior queda aconteceu na Sonae Indústria que viu a sua cotação descer 1,83% para os 0,64 euros. Também o ESFG caiu 1,43% para os 5,04 euros enquanto a Galp Energia deslizou 0,21% para os 12,06 euros. A Semapa foi a outra cotada que caiu hoje.

O Mais Lido

Próximos eventos