Tags: Obrigações | Ações |

Bolsa portuguesa fecha semana em terreno positivo


O PSI 20 encerrou a sessão de hoje a crescer 1,08% para os  em linha com as restantes congéneres europeias. Madrid valorizou 1,08%, Paris 0,4% e Frankfurt 0,69%.

Jorge Guimarães, do Banif Gestão de Activos, lembra que "a semana que passou ficou marcada pela reacção positiva dos mercados ao anúncio do início do tapering por parte da Reserva Federal norte-americana. Seja porque o início da retirada dos estímulos já era esperado pelos investidores, que agora se podem focar na melhoria das perspectivas económicas para 2014, seja porque o montante da redução de compras ($10b) é abaixo das piores expectativas, a verdade é que os mercados registaram valorizações significativas na semana que passou. Na Europa, o Euro Stoxx 50 subiu 4.36%, sendo o IBEX35 o mercado com maior valorização (+4.50% na semana)". 

Na NYSE Euronext Lisboa foram 11 as empreas cotadas que se seguraram no verde, enquanto 9 encerraram a cair.

o especialista referiu que "quanto ao mercado nacional, o BCP voltou a ser o principal destaque positivo, com uma subida de 13.36% na semana, mantendo-se a tendência positiva das últimas semanas, com os investidores a descontarem uma melhoria do ambiente operacional em Portugal. Também o BPI (+4.95%) e o BES (+4.33%) registaram ganhos na semana, beneficiando do mesmo ambiente de optimismo em relação à recuperação da economia portuguesa em 2014, e que parece não ter sido afectado (pelo menos a julgar pela evolução das cotações dos bancos hoje) pelo chumbo do Tribunal Constitucional à convergência dos sistemas de pensões da CGA e da Segurança Social". 

Numa perspetiva mais negativa, Jorge Guimarães,  o destaque foi para "a  Zon Optimus (-2.84%), para a Sonaecom (-2.49%) e para a Mota Engil (-1.83%), empresas que acumulam fortes ganhos no ano e que foram alvo de alguma tomada de mais valias, numa altura em que a maioria dos investidores prepara as suas carteiras para o arranque do próximo ano"

No sector bancário, apenas o Banif caiu 1,05% para os 0,009 euros. A maior valorização da bolsa pertenceu mesmo ao BCP que valorizou 4,58% para os 0,162 euros, enquanto o BPI se ficou por um crescimento de 3,02% para os 1,230 euros. O BES por seu lado valorizou 1,81% para os 1,013 euros.

Nas energéticas o final de sessão foi misto. A EDP renováveis caiu 1,42% para os 3,825 euros, enquanto a EDP energia recuou 0,38% para os 2,620 euros. A REN conseguiu crescer 0,72%, enquanto a Galp avançou 0,42%.

Nas telecomunicações, o cenário foi menos positivo. A Zon optimus voltou a recuar, desta vez 1,09% para os 5,260 euros, enquanto a Sonaecom caiu 1,92% para os 2,508 euros. A PT , no entanto, conseguiu avançar 0,83% para os 3,279 euros.

As retalhistas ficaram ambas no verde. A Sonae SGPS avançou 2,98% para os 1,072 euros, enquanto a Jerónimo Martins avançou 0,50% para os 14,125 euros. 

Profissionais
Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos