Tags: Obrigações | Ações |

Bolsa fecha o dia a cair quase 1%


O PSI-20 fechou a sessão de hoje a cair 0,84% para 6.364,40 pontos. A praça lisboeta fechou em linha com a Europa, onde a pressão vendedora foi o ponto de convergência entre as principais praças europeias: Madrid e Milão cairam cerca de 1,5%, Paris resvalou mais de 1% e Frankfurt caiu 0,6%. "Os mercados europeus fecharam marcadamente negativos com a deceção, desta vez originada pelo BCE, da falta de novas medidas de estímulos à economia.  Desde o início da semana que os mercados, - sobretudo os da zona Euro – andavam em toada negativa, e perante as notícias do BCE isso não se alterou. O BCE baixou a estimativa de queda para a inflação e subiu muito ligeiramente a estimativa para o PIB da Zona Euro, de 1% para 1,1% de crescimento em 2014", afirma Rui Bárbara da Gestão de Ativos do Banco Carregosa

Das 20 cotadas nacionais, apenas 6 fecharam positivas, 2 inalteradas e as restantes 12 no vermelho. Do lado positivo o destaque vai para o Semapa que cresceu mais de 1,5% para os 8,12 euros. Já a Portucel cresceu 1,2% para os 2,94 euros.

"Os investidores, pelo aproximar do fim do ano, parecem estar a querer salvaguardar alguns ganhos de títulos que subiram mais desde Junho – sobretudo títulos de empresas ligadas à economia interna, como Media e Construção e mesmo alguns bancos do sul da Europa. Assim, vimos algumas vendas de empresas que apresentavam ganhos razoáveis registámos, no que podemos chamar de “pôr o dinheiro de lado”. Em lisboa, a notícia do dia foia estreia dos CTT que após uma certa euforia nas primeiras horas de negociação, acabou por fechar quase ao preço da OPV", conclui o especialista.

Sentimento misto na banca

Na banca o BPI viu a sua cotação aumentar em0,51% para os 1,18 euros enquanto o BANIF fechou a sessão no 0,0093 euros. Já o BCP caiu para os 13,45 cêntimos enquanto o banco liderado por Ricardo Salgado resvalou 0,61% para os 98,2 cêntimos.

Pesos-Pesados KO

Das gigantes nacionais, a Galp Energia foi a que mais caiu, fechando o dia a cotar nos 11,62 euros. Já a Jerónimo Martins resvalou 0,62% para os 14,365 euros e a EDP desvalorizou 9,85% para os 2,685 euros.

Estreia dos CTT positiva

Hoje foi o primeiro dia de negociação em bolsa dos CTT, após a privatização. A mais recente empresa nos mercados financeiros nacionais valorizou hoje 2 cêntimos para cotar nos 5,54 euros. Foi uma estreia positiva, sendo que no inicio da sessão chegou a crescer 8%.

 

 

 

O Mais Lido

Próximos eventos