Tags: Obrigações | Ações |

Bolsa caiu no início da semana


A bolsa nacional fechou o primeiro dia da semana a cair 0,69%, para os 6.018,3 pontos, com 8 empresas a valorizarem e as restantes 12 em queda. O sentimento em Portugal seguiu em sentido contrário em relação às restantes praças europeias, devido à desistência de Lawrence Summers da corrida à presidência da Reserva Federal. "O anúncio da desistência de Larry Summers como possível candidato para a presidência da Reserva Federal acabou por despoletar fortes subidas nos índices de referência na Europa e nos Estados Unidos. O S&P500 está novamente muito próximo do seu máximo histórico, com valores acima dos 1700 pontos", afirmou Ricardo Almeida da Patris Gestão de Activos.
 

Setor Bancário com sentimento misto

Na banca o sentimento foi misto, com o BCP e o BANIF a valorizarem. A instituição liderada por Nuno Amado valorizou 1,03% para os 98 cêntimos, enquanto o BANIF liderou os ganhos percentuais ao subir 10%, para os 0,011 euros. Já o BES e o BPI cairam 3,05% e 0,32%, respetivamente. O Banco de  Ricardo Salgado fechou o dia a cotar nos 0,826 euros enquanto o BPI ficou-se pelos 0,926 euros.

Pesos-pesados em queda

A "queda da taxa de juro da dívida soberana de Portugal (-13 pontos base em mercado secundário para o prazo de 10 anos) acabou por não se reflectir num bom desempenho do PSI20", afirma Ricardo Almeida da Patris Gestão de Activos. A Galp Energia  desvalorizou 1,67% para 12,68 euros e a Jerónimo Martins caiu 1,54% para 15,65 euros. Já a EDP valorizou 0,07% para fechar a sessão nos 2,711 euros. A Zon Optimus desvalorizou 1,52% para 4,135 euros e a Portugal Telecom subiu 0,78% para 3,235 euros.

Profissionais

Próximos eventos