Banco do Japão e de Inglaterra fixam taxa de juro esta semana


A semana passada ficou marcada por uma decisão mais do que esperada. O BCE voltou a manter inalterada a taxa de juro de referência em 0,25% e Mario Draghi admitiu que é necessário começar a usar-se medidas não convencionais nas políticas monetárias do velho continente. 

Esta segunda feira, as novidades nos mercados começam primeiramente na Alemanha, onde são conhecidas informações acerca da produção industrial no país. Ao nível da zona euro o destaque vai para o sentimento de confiança do investidor em abril. No Japão é dia de se saberem novidades acerca da conta corrente do país. 

Dia 8 de abril, terça-feira, os mercados vão estar de novo atentos às informações nipónicas.  O Banco do Japão revela detalhes sobre a taxa de juro, que precede o habitual discurso sobre a política monetária do país. No Reino Unido, o destaque vai para os números da produção industrial em fevereiro, e para as estatísticas não oficiais referentes ao PIB do país, reveladas pelo National Institute of Economic and Social Research. 

Quarta-feira, dia 9 de abril, em Portugal, destaque para os dados da balança comercial em fevereiro. Neste dia os mercados vão ter atenções viradas para os EUA, onde se conhecem dados acerca das minutas dadas a conhecer pelo Comité Federal do Mercado Aberto. No Reino Unido destaque para os resultados da balança comercial em fevereiro. 

Quinta-feira, dia 10 de abril, é dia do BCE divulgar o seu relatório mensal, enquanto no Reino Unido o destaque vai para a fixação da taxa de juro. Neste dia o nosso país está também em foco, com o índice de preços no consumidor  de março a ser revelado. São conhecidas também as minutas referentes ao encontro de política monetária do dia anterior no Japão.

Dia 11 de abril, inicia-se o habitual encontro de primavera anual do FMI, em Washington DC, que termina no dia 13. Na Alemanha e nos EUA conhecem-se dados acerca do índice de preços no consumidor, em março. 

Nos leilões de dívida o destaque vai para os EUA que vão aos mercados financiar-se no dia 9 e 10 de abril.

 

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos