Tags: Negócio | Consultoria |

Banco Carregosa quer terminar ano com 200 milhões sob gestão


 

O Banco Carregosa estima terminar este ano com um volume de activos geridos de cerca de 200 milhões de euros, continuando a manter o foco da actuação sobretudo no segmento de banca privada.

“Nos activos sob supervisão, nos que os nossos clientes nos confiam, esperamos contar com 200 milhões no final do ano”, adiantou Pedro Duarte, CEO do Banco Carregosa, à Funds People Portugal, à margem da conferência sobre financiamento através do mercado de capitais, realizado recentemente em Lisboa.

Este ano, o montante dos activos geridos “tem estado a evoluir bem” e “vamos continuar a focar-nos na banca privada”, sublinhou.

Ao longo dos últimos tempos “tentámos adaptar a oferta à conjuntura [...], aproveitámos muito bem toda a parte de obrigações nos últimos anos”, exemplificou Pedro Duarte.

Aliás foi no sentido de complementar e diversificar essa oferta para clientes de banca privada, numa conjuntura difícil no país, que o Banco Carregosa decidiu avançar com o fundo imobiliário, do qual é entidade depositária e colocadora. “Este fundo imobiliário é uma oportunidade clara”, sublinhou. Lançado no início e gerido pela Atlantic tem 10 milhões de capital.

O CEO do Banco Carregosa referiu os passos dados no sentido de ter escritórios em Madrid e no Brasil tiveram como objectivo “ter um contacto mais próximo com os investidores” e que daí “têm vindo a surgir oportunidades”.  O banco terminou 2012 com um resultado líquido de 9,5 milhões de euros, disse ainda.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos