Tags: Pensões |

Aumento de 25% em três anos nos fundos de pensões


Mais de 3.599 milhões de euros. Foi este o aumento registado nos ativos geridos pelos fundos de pensões entre o final de 2012 e o final do ano passado, de acordo com os dados publicados pela Autoridade de Supervisão de Seguros e de Fundos de Pensões (ASF). No final de 2015 o montante gerido pelo fundos de pensões ascendia a mais de 18 mil milhões de euros, mais 25% do que no final de 2012 e mais de 3% do que no final de 2014.

No mesmo período de análise, os fundos abertos e os fechados também tiveram um incremento nos seus montantes sob gestão. No caso dos fundos fechados o crescimento foi de 2.828 milhões para 16.024 milhões, ou seja, um evolução superior a 21% em três anos. Já nos fundos abertos a subida percentual foi maior, na ordem dos 60%, tendo passado de 1.275 milhões no final de 2012 para 2.045 milhões de euros no final do ano passado.

Em relação ao número de fundos de pensões, nos três anos de análise houve uma ligeira diminuição, termos totais. Em dezembro de 2012 existiam 228 fundos de pensões, com 155 a serem fechados e os restantes 73 a serem abertos. Já no final do ano passado o mercado era composto por 217 fundos, com 79 abertos e 138 fechados.

Maior aumento em dívida pública

Analisando os investimentos realizados pelos fundos de pensões, verificamos que nos três anos de análise o maior aumento ocorreu nos títulos de dívida pública, que passaram de uma fatia de 25% para 28% da carteira. Em sentido contrário seguiram os depósitos e os imóveis, com ambas as categorias a ‘caírem’ 3 pontos percentuais para um percentagem de presença na carteira de 11% e 9%, respetivamente.

Em relação ao fundos de investimento, este mantiveram a sua posição com uma percentagem de investimento de 25% do total do montante investido.

Evolução dos montantes sob gestão nos fundos de pensões

Fonte: ASF nas data assinaladas no gráfico.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos