Aumentam fundos de mercado monetário reclassificados como fundos de investimento


O número de fundos de mercado monetário reclassificados como fundos de investimento tem vindo a aumentar, destaca o Banco Central Europeu (BCE), no relatório anual relativo a 2012.

“A nova e mais rigorosa definição de fundos de mercado monetário estabelecida pelo BCE, e implementada em Agosto de 2011, traduziu-se num aumento do número de fundos do mercado monetário que foram reclassificados como fundos de investimento ou que alteraram a sua estratégia de investimento para fundos de investimento”, refere o banco central no documento.

E explica que, “considerando que os fundos de investimento, ao contrário dos fundos de mercado monetário, pertencem ao sector detentor de moeda, a alteração da definição de fundos do mercado monetário resultou numa procura, por parte de entidades antes classificadas como fundos do mercado monetário, de dívida de curto prazo emitida pelas IFM, a qual é agora registada como títulos de dívida das IMF detidos pelo sector detentor de moeda”.

No relatório, o BCE refere ainda que, as acções/unidades de participação em fundos do mercado monetário “apresentaram um comportamento bastante volátil” durante o ano passado. “Num contexto de taxas de juro de curto prazo muito baixas, os fundos de mercado monetário tiveram cada mais dificuldade em gerar rendimentos positivos significativos para os investidores, não tendo conseguido beneficiar dos fluxos para activos financeiros de mais curto prazo”, refere o banco central no relatório referente ao ano passado.

Próximos eventos