Tags: Negócio |

Ativos sob gestão dos fundos mobiliários crescem 5% desde o início do ano


O último relatório mensal da APFIPP evidencia boas notícias no que diz respeito aos ativos sob gestão dos fundos de investimento mobiliário. Em abril, o montante gerido por estes fundos ascendeu a 12.157,9 milhões de euros, o que se traduz num crescimento de 0,7% relativamente ao mês de março.

Desde o início do ano, segundo relata a Associação, o crescimento dos ativos sob gestão dos FIM é de 5%, ao passo que num período de 12 meses se verifica uma diminuição de 8,2% nos montantes sob gestão dos fundos.

Saldo líquido positivo na indústria

No mês em questão, assistiu-se a um volume de subscrições de 726,5 milhões de euros, enquanto que os resgates se ficaram pelos 535,7 milhões de euros. A provocar um volume adicional de reembolsos de 82,3 milhões de euros esteve a liquidação de três produtos, que  lhe detalhamos aqui. Contas feitas, o fluxo de saída nos fundos mobiliários em abril foi de 618,0 milhões de euros, o que acabou por se traduzir num saldo líquido positivo de 108,5 milhões de euros.

Olhando para cada uma das sociedades gestoras poucas são as novidades a assinalar. A Caixagest continua a ser a entidade com mais ativos sob gestão no segmento de fundos mobiliários, com 3.845 milhões de euros de montante gerido, e uma quota de 31,6%. Segue-se a BPI Gestão de Activos, com 2.001,8 milhões de euros e uma quota de 16,5%, antecedendo a Santander Asset Management, que apresentava no mês de abril 1.998,9 milhões de euros de património e uma quota de mercado de 16,4%.

Quem mais cresce e quem mais capta

Em termos percentuais a Crédito Agrícola Gest foi a sociedade gestora que mais cresceu no mês de abril, mais concretamente 3,3%, o que se traduziu num aumento de 16,3 milhões de euros.  Recorde-se que também desde o início do ano a CA Gest é “vencedora” neste campo, com um incremento percentual de 28,8% no seu património. Em termos de valores absolutos, o maior avanço pertenceu à Santander Asset Management, cujos ativos sob gestão cresceram 61,4 milhões de euros no mês em análise.

Ao nível do saldo líquido entre subscrições menos resgates, a Santander Asset Management também esteve em destaque no mês, arrecadando em abril 71,1 milhões de euros de entradas líquidas. Seguiu-se a Caixagest, com um saldo líquido de 28,4 milhões de euros no quarto mês do ano, e a Millennium BCP Gestão de Activos, em terceiro lugar, com captações líquidas de 24,3 milhões de euros no período.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos