Tags: Negócio |

Ativos sob gestão da Orey Financial cresceram 20,5%


O resultado líquido consolidado alcançado no terceiro trimestre pela Sociedade Comercial Orey Antunes é de 506 mil euros. Quando comparado com o período homólogo verifica-se que o valor é superior, “mas condicionado por efeitos extraordinários e de reorganização interna”, é referido no documento enviado hoje à CMVM.

Integrada na Sociedade Comercial Orey Antunes, a Orey Financial registou um crescimento de 20,5% dos seus ativos sob gestão, de setembro de 2012 a setembro de 2013, situando-se nos 164,9 milhões de euros. Também as comissões líquidas aumentaram 14,3% especialmente no que refere às actividades de corretagem online e private equity, de acordo com o comunicado de resultados dos primeiros nove meses do ano.

No final de setembro, na área de consultoria de investimento e gestão discricionária a Orey Financial registou um aumento da base de clientes na ordem dos 14,7% que ficou associado à consolidação do aumento da cobertura do território nacional, já iniciada em 2011. Apesar disso, os ativos sob gestão decresceram para os 55,9 milhões de euros, o que corresponde a uma redução de 13% relativamente ao período homólogo.

A entidade informa, no comunicado enviado hoje à CMVM, que o serviço de gestão discricionária deixou de ser disponibilizado aos clientes desde 30 de Setembro deste ano, com intuito de reforçar a aposta na consultoria de investimento que implicará um maior envolvimento e partilha de informação com o cliente.

Na gestão de fundos de investimento mobiliário, o montante gerido na recuou 67,7%, para 1,3 milhões de euros, de 3,9 milhões em setembro de 2012. Segundo o mesmo documento, o fundo Orey Opportunity Fund encontrava-se em processo de liquidação.

Relativamente aos fundos imobiliários geridos pela Orey Financial, em 30 de Setembro de 2013 encontravam-se em actividade dois, menos um do que em igual período do ano anterior, com um valor total de 11,6 milhões de euros, o que representa uma diminuição de 24,4%. O fundo especial de investimento imobiliário fechado Incity tinha sido liquidado no terceiro trimestre de 2012 e o fundo REF – Real Estate Fund foi encerrado já no decorrer do primeiro semestre deste ano.

A compensar parte destes decréscimos esteve a melhoria registada na área de private equity, onde o valor gerido aumentou 88%, passando para cerca de 30,1 milhões de euros entre setembro de 2013 e o mesmo período do ano anterior. Este crescimento “resultou da revalorização, ao justo valor, dos investimentos, a qual foi influenciada por uma boa performance operacional demonstrada no crescimento do EBITDA das empresas da carteira, com particular incidência em África e também influenciada pela melhoria da posição de net debt no portefólio localizado na Península Ibérica”, é referido no comunicado.

O Orey Capital Partners é um fundo sectorial com um foco nas áreas de transporte e logística, que agrega as participações do grupo nestas áreas e que tem como objectivo, em termos geográficos, investir na Península Ibérica, África (particularmente Angola e Moçambique) e no Brasil.

No que refere a investimentos alternativos representam 2% dos ativos do grupo Sociedade Comercial Orey Antunes. “Estes investimentos referem-se à FAWSPE e à OP Incrível, ambos relativos a situações distressed no Brasil. Estes investimentos têm uma duração temporal superior a um ano e o seu retorno só é realizável no final do processo”, de acordo com a mesma fonte. Estes dois patrimónios FAWSPE e OP Incrível são da responsabilidade da Orey Financial Brasil. A entidade ficou responsável só pela gestão de passivos, no final de 2012, cedendo todo o negócio que desenvolvia nas áreas de fundos de investimento e gestão de carteiras de clientes particulares à Orey Financial, aquando da aquisição da Orey Financial Holding.

Sublinha-se, ainda, que dentro das informações relevantes destacadas no comunicado enviado ao regulador está o acordo estabelecido em 12 de Julho com a Banca March, para a aquisição de 50% do Banco Inversis, S.A. Esta transacção surge após o exercício de direito de preferência da instituição financeira espanhola e a posterior venda do negócio de banca privada ao AndBank. O valor da transacção para a aquisição do Banco Inversis foi de 217,4 milhões de Euros, sendo o negócio de banca privada vendido por 179,8 milhões de Euros. Estas transacções estão ainda sujeitas à autorização das autoridades competentes, sendo que a primeira fase, o exercício do direito de preferência, ocorreu no passado dia 5 de Novembro.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos