Tags: Negócio |

Ativos fora do balanço crescem 2,7% na CGD


A Caixa Geral de Depósitos fechou 2013 com um prejuízo que atingiu os 576 milhões de euros, o que corresponde a um agravamento face ao valor negativo de 395 milhões de euros, registado em dezembro de 2012. Em relação aos indicadores, o Tier 1 fixou-se em 11%, enquanto o Core Tier 1 foi de 11,5%. As comissões líquidas caíram 3,8% fechando o ano em 522 milhões de euros.

Ativos fora do balanço crescem

Os ativos fora do balanço aumentaram o seu valor em 2,7%, fechando o ano nos 12.817 milhões de euros. Segundo o relatório apresentado pelo Grupo CGD este valor traduziu-se num “bom desempenho dos fundos de pensões com uma variação positiva de 6,7% face a dezembro de 2012, tendo o saldo correspondente à atividade de gestão de patrimónios e às unidades de participação em fundos de investimento crescido respetivamente 1,1% e 2,5%.”

Já o rendimento efetivo do fundo de pensões foi superior à taxa de desconto, tendo a CGD ajustado no final do ano os “pressupostos de evolução salarial, fixando-a 0,5% entre 2014 e 2017 e 2,0% para os anos seguintes, bem como a de evolução do crescimento das pensões que passou a 0% entre 2014 e 2017 e 1,0% para os anos seguintes. Adicionalmente, a CGD reduziu a Taxa de Desconto em 0,5 p.p. (de 4,5% para 4,0%)”.

Próximos eventos