As preferências dos investidores nacionais nos fundos de obrigações


Os dados das plataformas nacionais (Banco Best, ActivoBank e Banco BiG), no que diz respeito aos fundos mais subscritos em janeiro, mostram alguma tendência no que toca aos fundos de obrigações. Observa-se que a Europa e a América do Norte são os destinos preferidos, apesar do modo de investimento ser distinto.

Assim, na lista dos fundos mais subscritos nas três plataformas nacionais no mês passado, podemos encontrar fundos que investem em títulos de dívida europeia e obrigações globais, sendo que ao nível destas últimas encontramos, na sua maioria, obrigações norte-americanas e europeias.

Entre os fundos preferidos pelos investidores nacionais em janeiro podemos encontrar cinco que são de obrigações ou de mercado monetário. Desses apenas dois investem exclusivamente no mercado europeu, como é o caso do BNY Mellon Euroland Bond e ainda o Parvest Bond Euro Government. O primeiro, gerido pela BNY Mellon, investe, “pelo menos 90% dos seus activos, numa carteira de obrigações de rendimento fixo e outros valores mobiliários representativos de dívida emitidos por sociedades ou por qualquer Estado ou outras entidades governamentais, ou por organizações públicas internacionais ou supranacionais”, segundo o seu prospecto. Sendo que apenas investem em países cuja moeda seja o Euro. Já o fundo gerido pela BNP Paribas Investment Partners “tem por objectivo a valorização a médio prazo dos seus activos mediante o investimento em obrigações denominadas em euros emitidas por Estados-Membros da União Europeia”.

Global reduz-se a América do Norte e Europa

Os restantes três fundos investem em Obrigações Globais, embora a esmagadora maioria da carteira esteja investida em títulos europeus e da América do Norte: o Pictet EUR Short Mid Term Bonds, o Jupiter Dynamic Bond Class e ainda o Parvest Money Market USD. O primeiro, gerido pela Pictet, “tem por objectivo o crescimento do capital investindo, no mínimo, dois terços dos seus activos totais numa carteira diversificada de obrigações denominadas em EUR de curto e médio prazo”. Já o fundo da Jupiter Asset Management paga dividendos de forma trimestral e investe “preferencialmente em obrigações de elevado rendimento, obrigações classificadas de investimento (investment grade), títulos de dívida pública, ações preferenciais, obrigações convertíveis e outras obrigações”.

O fundo restante, da BNP Paribas Investment Partners, investem em obrigações, em “yankees” e em euro obrigações. A sua classificação por parte da Morningstar é que o produto é do mercado monetário. De notar que as “yankees” são títulos denominados em dólares que são emitidos nos Estados Unidos da América por entidades estrangeiras que atendam aos padrões exigidos pela Securities and Exchange Commission.

Os fundos de obrigações mais subscritos nas plataformas no mês passado.

FundoGestoraRegião
BNY Mellon Euroland Bond PBNY MellonEuropa
Pictet EUR Short Mid Term BondsPictetGlobal
Jupiter Dynamic Bond Class L EUR Q IncJupiter AMGlobal
Parvest Bond Euro Government NBNP Paribas IPEuropa
Parvest Money Market USD NBNP Paribas IPGlobal
Fonte: Informação cedida pelas próprias entidades, no final de janeiro de 2015, em exclusivo para a Funds People. 
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos