Tags: Emergentes | Latam |

As maiores entidades independentes no mercado brasileiro


Regra geral,  as entidades gestoras dos grupos financeiros apresentam maiores ativos sob gestão do que as independentes. No Brasil a situação também acontece, com apenas uma gestora independente nos dez primeiros lugares. Os dados da revista Investidor Institucional mostram as dez maiores gestoras fora dos grupos financeiros totalizavam, no final do ano passado, mais de 151.357 milhões de reais em ativos sob gestão. Esse valor seria apenas o quinto do ranking, que é liderado pela BB DTVM com mais de 553.322 milhões de reais. O Itaú Unibanco, a BRAM e a CEF seriam as entidades seguintes.

A Western Asset é a única gestora independente que entra no top 10 do ranking geral, ocupando a última posição dessa tabela. Desta forma, esta entidade é a primeira das independentes com 33.034 milhões de reais em ativos sob gestão, depois de ter crescido 0,52% no segundo semestre do ano passado.

Depois de um acréscimo em 2013 de 11,48%, a Opportunity surge na segunda posição com 19.983 milhões de reais enquanto a terceira posição é ocupado pela Vinci Partners, com 16.571 milhões de reais.

Entre os maiores crescimentos no top 10 das independentes no ano passado, aquela que mais se destacou foi a Rio Bravo que viu os seus ativos sob gestão crescerem 57,73%, para os 10.248 milhões de reais.

O top 10 das gestoras independentes é composto por: Western Asset, Opportunity, Vince Partners, ARX Investimentos, Pátria Investimentos, Quantitas, Rio Bravo, JGP Gestão Recurso, Tarpon Investimento e Icatu Vanguarda.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos