Tags: Obrigações | Ações |

As gestoras que mais investem em Unidades de Participação


No final de setembro, os ativos sob gestão dos fundos de investimentos geridos por entidades nacionais ultrapassavam os 11.864 milhões de euros, segundo o relatório mensal publicado pela APFIPP. Desse montante, cerca de 17% estava aplicado noutros fundos de investimento, nacionais e estrangeiros.

Em termos de investimento em Unidades de Participação (UPs) de fundos nacionais, o valor investido totalizava mais de 280 milhões de euros, o que representa cerca de 2,36% do montante total. Das dezasseis entidades gestoras presentes na APFIPP, uma dezena tinha em carteira UPs de fundos nacionais. Nesta categoria de investimento é a Caixagest a entidade que lidera com mais de 160 milhões de euros aplicados noutros fundos nacionais. As posições seguintes são ocupadas pela ESAF e pela Millennium Gestão de Activos com 40 milhões e 29,8 milhões de euros, respetivamente.

Já as UPs em fundos internacionais representam cerca de 15% do total investido, somando quase 1.800 milhões de euros. Também aqui é a Caixagest a entidade que apresenta o valor mais alto, atingindo mais de 590 milhões de euros de investimento. Com 530 milhões surge, na segunda posição, a Millennium Gestão de Activos. Já a Santander Asset Management fecha o "top 3" com mais de 208 milhões de euros investidos em fundos de investimento estrangeiros.

Viradas para o exterior

As entidades gestoras nacionais preferem investir fora de Portugal, noutros fundos, do que em produtos nacionais. Há entidades que apenas investem noutros fundos estrangeiros e nenhuma das gestoras que investem em ambos os mercados aplica mais dinheiro em Portugal do que lá fora.

O investimento em UPs no mês final de setembro

Fonte: APFIPP a 30 de setembro
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos