Tags: Obrigações | Ações |

As gestoras nacionais estão consistentes nas rendibilidades


Nos últimos meses a consistência nas rendibilidades é um dos aspetos que tem sobressaído na indústria dos fundos de investimento. Como o investimento em fundos de investimento requer um horizonte temporal mais longo e consistente, tal como um corredor de maratona, os últimos meses têm mostrado que os gestores nacionais estão a fazer um bom trabalho, ao apresentar um nível de consistência (Alfa de Cronbach) de 0,82 com o máximo a situar-se em 1. Apesar de ser uma medida meramente estatística, mostra a consistência e, sobretudo, a confiabilidade dos gestores de ativos que trabalham no mercado português.

Maior consistência

São várias as gestoras que conseguiram rendibilidades similares, a um mês, nos últimos quatro meses, segundos os dados publicados pela Morningstar. Por exemplo, a BPI Gestão de Activos que teve rendibilidades média entre 1,3% e 1,7%. Também a BBVA Gest apresentou ganhos entre 1,3% e 1,6%, tal como a Caixagest (0,7% e 1,1%), a Montepio Gestão deActivos (2% e 2,4%) e a Popular Gestão de Activos (1,4% e 1,7%).

Algumas sempre a subir

Também existem algumas gestoras nacionais que têm vindo a subir consecutivamente. Por exemplo a ESAF que foi crescendo entre 0,9% e 2,4% ou a Invest Gestão de Activos ente 2,9% e 5,6%.

 

Nota: Os dados publicados são meramente estatísticos e têm por base os números publicados pela Morningstar desde do passado mês de julho, em termos mensais. Apenas são considerados os produtos que apresentam todos os dados no que diz respeito à rendibilidade, alfa, beta, etc..

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos