Tags: Obrigações | Ações |

As gestoras com maior património


Segundo os dados da Morningstar, entre fundos mobiliários e imobiliários, o valor do património sob gestão, em Portugal , atingiu 16,927 mil milhões de euros em julho, o que representou um aumento de 0,023% face ao mês de junho (16,923 mil milhões de euros). Se excluirmos os fundos imobiliários, o património sob gestão ascendeu a 12,26 mil milhões de euros em junho.

Gestoras nacionais dominam

De entre as mais de uma dezena de gestoras, são as nacionais a que mais património atingiram no final de julho. No total, as três gestoras com maior património sob gestão atingem cerca de 8 mil milhões de euro, o que representa perto de 70% de todo o património sob gestão em Portugal, nos fundos de investimento mobiliário.

A ESAF é a gestora que mais património tinha sob gestão, atingindo mais de 3,3 mil milhões de euros. Para este valor em muito contribui o fundo ES Liquidez, que finalizou o mês de julho com 2,01 mil milhões de euros sob gestão.

Eduardo Dias é o gestor da ESAF responsável por este fundo que “investe maioritariamente em ativos de curto prazo, detendo em permanência o mínimo de 85% do seu valor líquido global investido em ativos com prazo de vencimento residual inferior a 367 dias. O fundo investe em ativos do mercado monetário, em valores mobiliários condicionados por eventos de créditos, fundos de tesouraria, entre outros.

A Caixagest também atinge valores elevados no seu património, fechando o mês de julho com mais de 2,7 mil milhões de euros sob gestão. O fundo com o valor mais elevado é o Caixagest Fundo Monetário, que encerrou o primeiro mês do segundo semestre com 635 milhões de euros sob gestão. Como se trata de um fundo do mercado monetário, os produtos de excelência na sua composição é o “papel comercial, bem como bilhetes do tesouro, certificados de depósito e depósitos bancários denominados em divisa euro”, como se pode ler no prospeto do produto.

Com quase 2 mil milhões de euros de património em carteira, aparece o BPI Gestão de Ativos. Tal como acontece na ESAF e na Caixagest, são os produtos do mercado monetário e de curto prazo que aparecem com o valor sob gestão maior. O BPI Monetário Curto Prazo é o fundo escolhido e tem 480 milhões de euros sob gestão.

Das restantes gestoras, o Santander Asset Management e a Millenium Gestão de Ativos ultrapassaram a fasquia dos mil milhões de euros sob gestão (cerca de 1,3 mil milhões de euros cada uma). O fundo com maior ativo sob gestão é do Santander é o Santander Multiobrigações com 369 milhões de euros. Este fundo investe maioritariamente em obrigações e em dívida pública. Já o maior fundo sob gestão do Millenium é o Extra Tesouraria com mais de 400 milhões de euros sob gestão.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos