As categorias que superam os 10% de ganhos em 2015


Depois de um período de tempo em que as obrigações reinaram, o ano de 2015 está a ser dominado pelas ações, que assim têm puxado os fundos que investem nesta classe de ativos para a mó de cima, tornando-os nos mais rentáveis de 2015.

De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – no dia 19 de junho existiam cinco categorias de fundos que superavam os 10% de rendibilidade em 2015. Entre a “mão cheia” de segmentos, aquele que mais se destaca é o dos Fundos Índice. Trata-se de uma categoria monoproduto, isto é, existe apenas um fundo deste género no mercado nacional, segundo informação da APFIPP. É ele o BBVA PPA Índice PSI20 que em 2015 atinge uma rendibilidade de 18,93%. Gerido pela BBVA Asset Management, o fundo supera o índice bolsista nacional nos últimos seis meses (dados de final de maio) com uma performance de 14,30%. De realçar ainda que o fundo “tem como objetivo a reprodução integral do PSI 20”.

Com uma rendibilidade média de 16,27% surgem os fundos poupança ações. A categoria é composta por sete fundos, com o produto que mais sobressai a ser o BPI PPA. Gerido pela BPI Gestão de Activos o fundo regista uma rendibilidade de 20,24% em 2015. Nos primeiros meses do ano os fundos desta categoria estiveram em evidência no mercado português, sendo dos mais rentáveis em março e em fevereiro.

Com uma rendibilidade média de 15,57% este ano surge, na terceira posição das categorias mais rentáveis, os fundos de ações nacionais. Composta por meia dúzia de produtos, esta categoria tal como a anterior, tem sido dos maiores destaques do ano. Os fundos que investem nas empresas lusas têm sido o grande motor da indústria de fundos em 2015. Entre os produtos da categoria, o Millennium Acções Portugal é o que apresenta a maior rendibilidades. Em 2015 a sua performance foi de 19,95%, sendo atualmente gerido por Nuno Marques, da equipa de ações da Millennium Gestão de Activos.

Abaixo de 15% de rendibilidade média surgem duas categorias: a dos fundos de ações sectoriais e ainda os fundos de ações UE, Suíça e Noruega. Na primeira o maior destaque vai para o fundo Montepio Euro Telcos. Gerido pela Montepio Gestão de Activos o fundo regista uma rendibilidade este ano de 16,99%, tendo sido o segundo fundo mais rentável do mês passado, período em que esta tipologia de produto liderou. A Montepio Gestão de Activos é a gestora nacional que inclui na sua oferta maior número de fundos sectoriais.

Por último, figuram os fundos de ações UE, Suíça e Noruega. A categoria atinge uma rendibilidade média de 10,58% sendo composta por 16 produtos. Os dois fundos com melhor desempenho em 2015 são igualmente geridos pela Montepio Gestão de Activos, tendo inclusivamente ultrapassado os 14% de ganhos no ano. São eles: o Montepio Acções e ainda o Montepio Acções Europa.

Categorias mais rentáveis em 2015

Fonte: APFIPP no final de maio
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos