Tags: Negócio |

As categorias mais consistentes nos últimos três anos


A troika entrou em Portugal na primeira semana de Abril, depois do primeiro-ministro ter anunciado ao país que o Estado iria pedir ajudar financeira às entidades internacionais. Três anos depois e mais de mil dias passados, é hora de analisar a consistência dos fundos de investimento nacionais, através do Sharpe ratio.

De acordo com a Morningstar, existem 202 produtos com dados sobre o Sharpe ratio no período analisado. As mais de duas centenas de produtos apresentam uma média de 1,22 neste indicador. Entre todos os fundos e categorias, é no mercado monetário que está o Sharpe Ratio mais elevado. De acordo com a empresa que analisa os dados o Sharpe ratio médio de 8,97, puxado pelos CA Monetário e Caixagest Liquidez, com uma rácio de 18,52 e 14,62.

Com a média acima de 1, também aparecem os fundos de obrigações. A categoria apresenta uma média de 1,46 com o fundo Millennium Extra Tesouraria a liderar com 10,39. Já o Banif Euro Tesouraria fica na segunda posição com 4,56 e o ES Rendimento com 4,36.

Os fundos de ações apresentam, em termos médios, a média mais baixa do mercado com 0,23. O Montepio Euro Healthcare lidera a categoria com um rádio de 0,99, seguido do Santander Acções América com 0,76, enquanto o Caixagest Acções EUA fixa o seu valor em 0,69.

Categorias mais consistentes nos últimos três anos

 Sharpe Ratio 1 YrSharpe Ratio 3 Yr
Alocação1,0239983220,480114694
Alternativos1,6466060930,395151423
Commodities0,294379916-0,722625187
Ações1,5522806370,230072571
Obrigações2,2573492951,463321558
Mercado monetário10,65434098,978209148

Fonte: Dados Morningstar a 31 de março de 2014

Análise Funds People a partir dos dados disponibilizados pela Morningstar

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos