Tags: Emergentes | Latam |

As categorias em destaque no Brasil


No saldo entre subscrições e resgates, o mercado brasileiro voltou a encolher no mês de julho. Esta tem sido a tendência nos últimos tempos, depois de uma entrada forte em 2014. Segundo dados da ANBIMA o saldo entre subscrições e resgares foi negativo em cerca de 1,2 mil milhões de reais. O valor resulta da diferença dos 354,1 milhões de captações contra os 355,3 milhões de reais de saídas.

Em termos de subscrições, a categoria que mais dinheiro recebeu foi a de “Curto Prazo” com quase 134 milhões de reais, seguido da  “Referenciado DI” com mais de 89 milhões de reais.Já em termos de captações líquidas houve duas categorias que conseguiram crescer em cerca de 1,2 milhões de reais: “Referenciado DI” e ainda a de “Previdência”.

Ano está positivo

Analisando os dados anuais verificamos, ainda assim, que o saldo de 2014 é positivo. Durante os primeiros sete meses do ano as captações líquidas atingiram os 7,1 milhões de reais, com as subscrições a ultrapassarem os 2.270 milhões de reais. Neste período é o “Referenciado DI” que mantém a liderança como o mais popular entre os investidores brasileiros com um saldo positivo de 25,8 milhões, seguido dos fundos de “Previdência” que arrecadaram até final de julho 12,7 milhões de reais.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos