Tags: Pensões |

Amplitude a recuperar nos Fundos de Pensões


O início da crise é a grande justificação para que o Maximum Drawdown dos Fundos de Pensões esteja melhor a três anos do que a cinco anos. Isto é, o período pior dos mercados financeiros apenas aparece no maior prazo, já que o período mais curto “retira” os piores meses do inicio da crise.

Ainda assim, a diferença não é muito substancial, segundo os dados publicado pela Morningstar. A três anos a amplitude dos fundos de pensões, em termos médios, está nos negativa em 8,97% enquanto a cinco anos está ligeiramente mais baixa e também negativa em 10,56%. Já a Mediana e a skewness estão muito mais próximas, evidenciando que podem existem alguns outliers na hora de calcular a média.

A mediana a três anos está nos -7,54% já nos cinco anos o valor recua para -8,05%. Já no caso da skewness, a três anos está nos -2,75 e a cinco anos fixa-se nos -2,72. Há que ter em consideração que a três anos foram 50 fundos analisados pela Morningstar, que se reduzem em 10 para os cinco anos.

BPI Pensões na liderança

Seja a três ou a cinco anos, é a BPI Pensões que apresenta o Max Drawdown mais baixo. No prazo mais curto o valor é negativo em 3,46% enquanto a cinco anos é de -3,56%. Esta gestora de Pensões é das poucas que consegue ter um valor aproximado em ambos os prazos.

A gestora consegue ter o melhor fundo neste indicador a cinco anos, através do produto BPI Garantia que tem uma amplitude de 0,999%. O fundo mantém o mesmo valor nos últimos três anos.

ESAF com o melhor fundo a três anos

Já a três anos, o fundo ES Multireforma Capital Garantido é o que apresenta o melhor valor no que diz respeito ao Max Drawdown. No período o fundo tem uma amplitude negativa de 0,461%. O fundo lidera e tem logo atrás dois fundos do BPI Pensões: o BPI Garantia e o BPI Segurança, com 0,0999% e 1,529% respetivamente.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1 3
Anterior 1 3

Próximos eventos