América do Norte sai vencedora em novembro


O mês de novembro foi de consagração para os fundos nacionais que investem no mercado norte-americano. Durante as quatro semanas que se seguiram ao ponto final da Fed no programa de estímulos, o top 10 dos fundos de investimento mobiliário com maior rendibilidade nos últimos 12 meses, foi sendo, de semana para semana, liderado por um produto que investe por terras de uncle sam. 

Logo no final da primeira semana volvida depois do comunicado feito pela Fed, o habitual ranking elaborado pela APFIPP, datado de 7 de novembro, atribuía ao BPI América Categoria D o lugar cimeiro da semana. Por essa altura o fundo da BPI Gestão de Activos, gerido por Tiago Santos, apresentava um retorno de 18,9%, contando com 26.4 milhões de euros em ativos sob gestão.  No final da primeira semana de novembro, há no entanto que destacar no segundo e terceiro lugar do top mais dois produtos como o mesmo universo de investimento: o Millennium Acções América, da Millennium Gestão de Activos, e o Santander Acções América, a cargo da Santander Asset Management.

Precisamente o fundo da gestora do Santander – o Santander Acções América na semana de 14 de novembro foi o líder nas rendibilidades anuais, com 17,5% de retorno. O fundo gerido por Diogo Pimentel, contava por essa altura com 28.1 milhões de euros em ativos sob gestão. Nas 10 maiores posições do fundo, segundo a página da Morningstar, estão empresas como a Apple ou a Procter & Gamble.

A terceira semana de novembro, com dados APFIPP de dia 21, voltou a colocar no topo tabela dos 10 mais rentáveis no ano, outro fundo de ações da América do Norte, desta vez gerido pela Millennium Gestão de Activos. O Millennium Acções América, apresentava nessa altura um retorno anualizado de 18,7%, tendo ultrapassado o “colega” de categoria, Santander Acções América. Com 8.6 milhões de euros em ativos sob gestão, segundo as informações que a empresa de análise Morningstar disponibiliza, o fundo da Millennium Gestão de Activos investe em sectores como a tecnologia ou os serviços financeiros.

A última semana do décimo primeiro mês do ano não foi exceção. A lista dos mais rentáveis no ano voltou a ser liderada por um fundo que investe do outro lado do Atlântico, e que já tinha liderado na segunda semana: o Santander Acções América. No fecho do mês o produto viu crescer a sua rentabilidade para os 18.6%.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos