Tags: Gestores | Negócio |

Alves Ribeiro PPR: julho foi um mês em que o fundo foi posto à prova


Nos últimos doze meses o Invest AR PPR entrega 4,7% de retorno, e desde o início de 2016 os seus ganhos ascendem a 6,7%. Aquele que é um dos fundos mais resilientes do mercado nacional – recorde na revista número 13 a entrevista a Paulo Monteiro, responsável pelo produto – passou por um mês de julho em que vários eventos o colocaram à prova.

“A performance do fundo foi posta à prova em eventos como o golpe de Estado na Turquia, ou os recentes ataques terroristas em França, mas o desempenho do fundo mostrou-se capaz de ultrapassar com sucesso esses momentos”, refere a equipa da  Invest Gestão de Activos na última factsheet do produto referente a julho.

O mês em causa foi, contudo, superado com alguma distinção, com o fundo a conseguir uma valorização de 2,8%, o que representa “o segundo valor mais elevado de 2016”. No mesmo documento indicam que “o Banco Central Europeu continua com as taxas de juro negativas até ao prazo de 5 anos, com a Euribor a 3 meses situada nos -0,297%.”, o que dá ainda mais alento aos resultados do ano, que “são extremamente positivos”, confirmando “a qualidade da estratégia definida no final do ano de 2015”.

Como perspetiva para o resto do ano, da entidade lembram que “o principal foco incide nas eleições norte-americanas, assim como na negociação e cumprimento dos objectivos entre Portugal e a UE”. De esperar, dizem ser também, “uma possível instabilidade do Governo Nacional, que tem apresentado dados algo abaixo do esperado”. Contudo indicam que é de esperar que o fundo “continue com um desempenho claramente positivo para o ano”.

Comparação do fundo com benchmarks

Captura_de_ecra__2016-08-5__a_s_11

Fonte: própria entidade
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos