Alocação ou Obrigações: quais os melhores fundos cinco estrelas


235 fundos de investimento e uma rendibilidade média de 0,3% em janeiro. Estes são os dados da indústria portuguesa de fundos, segundo os dados da Morningstar. Desses 235 produtos, apenas sete (3% do total) têm as cinco estrelas para a reconhecida empresa de análise. Os sete produtos de excelência pertencem a duas classes de ativos: alocação com três produtos e obrigações com quatros produtos. Quais foram os melhores?

Maior rendibilidade, menos ativos sob gestão

Entre as duas classes, aquela que obteve a maior rendibilidade foi a de Alocação. Em termos médios, esta categoria apresentou uma rendibilidade de 3,05% com os ativos sob gestão a atingirem os 21,1 milhões de euros. O grande motor para atingir este valor foi o fundo Invest AR PPR da Invest Gestão de Activos que cresceu no primeiro mês de 2014 mais de 3,68%. Os restantes fundos atingiram uma rendibilidade de 3,58% e 1,89%, respetivamente ES PPR e Optimize Cap Ref PPR Moderado.

Do lado dos quatro fundos cinco estrelas, em janeiro, de fixed income o valor médio de rendibilidade foi de 1,23% sendo que o valor em ativos sob gestão atingiu os 213,7 milhões de euros. Destes quatro produtos, apenas um ultrapassou 1% de valorização, com o ES Obrigações Europa Euro da ESAF a crescer 3,9%. O Banif Euro Tesouraria (0,31%), Caixagest Obrigações Mais (0,08%) e o Dunas Banco BIC Tesouraria A (0,63%) fecham o leque dos produtos cinco estrelas da classe de obrigações.

(Análise Funds People a partir de dados cedidos pela Morningstar. Dados a 31 de janeiro de 2014).
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos