Tags: Obrigações | Ações |

Allfunds Bank converte-se na maior plataforma de fundos europeia em pleno 'boom' de produto na Europa


Quinze anos depois do seu lançamento, o Allfunds Bank converteu-se na plataforma com maior volume intermediado da Europa, com 147.000 milhões de euros, tendo em conta dados de setembro de 2014, segundo o ranking anual da empresa inglesa The Platforum, incluído no seu estudo “European Platforms and Open Architecture 2015 Guide”. Desta forma, o grupo hispano-italiano consegue o primeiro posto até agora liderado pela UBS, que ocupa a segunda posição com 144.000 milhões de euros.

O Allfunds consegue este lugar num momento de forte crescimento dos fundos de investimento na Europa. Recorde-se que o ano de 2014 terminou com captações líquidas nos fundos de investimento na Europa de 367.000 milhões de euros, segundo os dados da Lipper. Esta soma de captações a nível europeu representa um crescimento de 95% relativamente às entradas de dinheiro conseguidas em 2013 e quase alcança o record histórico de 372.000 milhões de euros em 2006, ano considerado prévio ao estalar da crise. Neste crescimento têm um protagonismo especial os fundos de terceiros, pertencentes na sua maioria a grupos internacionais lançados no Luxemburgo e Dublin, e que reuniram 231.000 milhões de euros, o que representa 63% das captações na Europa, durante o ano passado.

Entretanto, a plataforma líder do mercado europeu passou de 109.000 milhões de euros, para os 159.000 durante o ano passado, superando qualquer expectativa. Um crescimento que se manteve durante o primeiro trimestre do ano e que os levou a superar os 190.000 milhões de euro intermediados em fundos de investimento. Para apoiar este crescimento a entidade do grupo Santander e da Intesa Sanpolo beneficiaram do forte crescimento do negócio de fundos em países como Espanha, Itália e Reino Unido.

Nos últimos anos o negócio das plataformas converteu-se numa questão de escala. Assim, as entidades com volume são as que estão a tirar mais partido do crescimento do negócio. No caso do Allfunds Bank, nos dois últimos anos conseguiram duplicar o volume intermediado que passou dos 82.000 milhões em 2013, para os 190.000 milhões atuais, ao ser aproveitado o crescimento do negócio de fundos de terceiros.

Top-10 de plataformas por ativos na Europa (mil milhões de euros)

Source: Platforum

Juan Alcaraz, CEO do Allfunds Bank, indica: “Passaram quinze anos desde a fundação do AllFunds Bank, e esse foi o tempo que demorou para obtermos a liderança na Europa. Esse objetivo só foi alcançado porque temos perseguido insistentemente a nossa crença na capacidade de eleição do consumidor através do nosso modelo de arquitetura aberta e centramo-nos na prestação de um negócio robusto de serviço a clientes institucionais no sector do aconselhamento financeiro. O nosso enfoque na arquitetura aberta complementa-se com o nosso desejo de oferecer informação e análise independente aos nossos clientes, com o objetivo de oferecer a mais ampla gama de opções possíveis”.

Maior potencial

O estudo anual da empresa inglesa, na sua quarta edição, também inclui um questionário realizado aos gestores de fundos sobre as diferentes plataformas que operam no mercado europeu. Segundo os resultados da mesma, o AllFunds Bank também ocupa a primeira posição no que diz respeito a ter o maior potencial para apoiar as estratégias de distribuição das gestoras na Europa.

E em relação a novos desafios regulatórios? Platforum acredita que os vencedores da MiFID II serão aquelas plataformas que não só se destacam em serviços técnicos de administração, mas que também ajudem noutros serviços, como a seleção de fundos, o apoio na informação  e o suporte das negociações comerciais. Três áreas que o Allfunds foi fortalecendo nos últimos anos. Na opinião da empresa inglesa, estes serviços irão crescer em importância nos próximos anos. Neste sentido, a diferença em relação a outros fornecedores de análise, é que o AllFunds não opera sob um modelo de “pay to play”.

O Allfunds Bank conta atualmente com mais de 430 clientes institucionais, com um crescimento sustentável nos últimos anos de cerca de 50 clientes por ano. Nos últimos anos a entidade também tem vindo a aumentar a oferta de gestoras e fundos para os seus clientes. Na atualidade conta com mais de 38.000 fundos de 450 gestoras.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos