Tags: Estilo |

Acha que sabe tudo sobre Almeida Negreiros?


A exposição “O que Nunca Ninguém Soube que Houve” é uma exposição que revela cerca de 70 obras de um dos mais importantes artistas portugueses do século XX. No Museu da Eletricidade pode encontrar na sua maioria inéditos, nunca apresentados em exposição, provenientes do espólio da família, de coleções privadas e de instituições públicas.

Companheiro e cúmplice de Fernando Pessoa e Amadeo de Souza Cardoso no desencadear da Modernidade artística e literária, na década de 1910, figura polémica, mítica e (auto-) mitificada, mostram-se aqui as experiências artísticas e especulativas de Almada em torno do desenho, da poesia e do número: livros de artista, ensaios caligráficos e de paginação, tipografia, manuscritos, desenhos de ilustração e pinturas, dando uma atenção especial à revelação de um vasto conjunto de inéditos, artísticos e bibliográficos.

É disso exemplo um livro de artista criado entre 1921 e 1922 por Almada Negreiros: o Pierrot que Nunca Ninguém Soube que Houve. História Trágica e Ilustrada com Sol e Palmeiras.

Este livro, emblemático e até aqui desconhecido, inspirou o título desta exposição, apontando o seu rumo.

A exposição pode ser vista no Museu da Eletricidade até dia 29 de março. 

O Mais Lido

Próximos eventos