A volatilidade no índice português atingiu os 12%


Novembro foi um mês mais calmo para todos os investidores. O PSI-20 fechou o mês de novembro a valorizar 4,7%. O mercado nacional teve uma amplitude de 4,8%, sendo que a volatilidade se situou-se nos 12%, mais baixa do que o mês anterior (14,5%) e do que o mês mesmo do ano passado (12,82%). De destacar ainda que desde do início do ano o PSI-20 já valorizou 15,6%, tendo o índice ganho quase 1000 pontos.

Unidades de Participação e ETF a crescer

As transações dos ETF estão a crescer em Portugal. Em comparação com o ano passado, entre janeiro e novembro já foram negociados mais 31,5% em ETF, fixando o valor final nos 14,3 milhões de euros.

Já as Unidades de Participação aumentaram 236,8% até novembro, correspondendo a 61,8 milhões de euros (face aos 18,4 do período homólogo).

Em termos de capitalização bolsista aconteceu o inverso, com os ETF a fixarem-se nos 4,7 milhões e as Unidades de Participação nos 121 milhões de euros.

Menos fundos

Já nos fundos de investimento, os OICVM e FEI fecharam outubro com menos fundos, fruto da liquidação e/ou fusão de 5 fundos. O valor líquido global dos fundos foi de 12,8 mil milhões de euros, menos 2,9% do que no mês anterior. Já desde do início do ano, o valor líquido global dos fundos aumentou 4,2%, evidenciando uma recuperação na indústria.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos